2nd South
Este fórum contém material para adultos,
destinado a indivíduos maiores de 18 anos.

Se você não atingiu ainda 18 anos,
se este tipo de material ofende você,
ou se você está acessando a internet de algum país
ou local onde este tipo de material é proibido por
lei, NÃO PROSSIGA!!!

Os autores e patrocinadores deste fórum não se
responsabilizam pelas conseqüências da decisão do
visitante de ultrapassar este ponto.

Missão #01 - A vida na margem da sociedade

Ir em baixo

Missão #01 - A vida na margem da sociedade

Mensagem  Vαиєรรα em Qua Jul 04, 2018 9:37 am

Realidade de 2nd, 2018.

Pelas ruas da cidade vemos os cidadãos correndo em suas rotinas de vida. Em diversos pontos tem pessoas desabrigadas, essas perderam suas casas por algum motivo, seja desemprego ou destruição da residência por alguma catástrofe natural ou provocada pelo homem. Em alguns pontos é possível notar famílias inteiras se ajeitando para vencer o frio e a fome.

O consumo e tráfico de drogas ganhou um impulso significativo na região. Com várias pessoas desesperadas por ganhar algum dinheiro, foram pedir emprego nas bocas de fumo ou  diretamente com traficantes conhecidos e com costas quentes. Tal tipo de coisa se deu graças ao mercado de trabalho, empresas não querem mais qualificar seus funcionários e sim querem funcionários já capacitados para as vagas de emprego. Maioria da população não tem tempo para as duas coisas, ou trabalham para sustentar sua família ou se qualificam estudando. É crescente o número de ambulantes e também empregos ilegais, como as pessoas fazendo bicos para viver.

Aumento de violência em bairros pobres das cidades. Índice de mortes aumentam significativamente, a cada dez pessoas mortas oito delas são negras ou latinas. O medo da polícia aumenta entre moradores de rua e bairros da classe baixa.


Mídia de 2nd, 2018. (Jornais televisionados e impressos.)



Chamadas dos jornais


Torneio KOF iniciado as inscrições, lendas aparecem para combater.
Número crescente de desabrigados por causa das drogas.
Saiba como está a vida de Terry Bogard, Iori Yagami, Clark Steel, Laura Matsuda, Katarina Alves e Setsuna Yagami.
Padre é acusado por crianças do coral da igreja nova que estava estabelecendo na ilha.
Quem são esses novos lutadores?
Aumento do índice da prostituição e tráfico de drogas.
O que o torneio trás para o bem da sociedade em Second South.
Força policial fazendo batidas em bairros estratégicos.
avatar
Vαиєรรα
Visitante
Visitante

Aniversário : 9 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão #01 - A vida na margem da sociedade

Mensagem  ☠ỈⱩᗩᖇỈ ᗰᙓᖇCᙓȠᗩᖇϓ☠ 〘ℒℋ〙 em Qui Jul 12, 2018 9:29 pm


ㅤㅤㅤㅤVocê pode não saber quem eu sou, mas se eu te abordar? Posso informar que terá certeza de duas coisas: Primeira, eu sei quem você é. Segunda, esse será seu último dia vivo. Portanto, poupe meus ouvidos de toda bobagem que irá falar isso não será de muita ajuda. Só irá servir para encurtar seu tempo e aumentar o meu em alguma outra tarefa. O que me lembrar de encurtar um pouco mais de tempo nessa conversa. Sabe o que fiz antes de estar aqui, cara – a – cara com você? Ah! Não me olha assim, foi tão divertido ficar atrás de você, foi uma missão de infiltração de meses. E eu tenho ainda, exatos, quinze minutos e posso falar com você ou matar você sem te dar esse tempo. Hum, choro não vai te ajudar agora, mas como parou de ficar batendo-se para todo canto parece que aceitou bem sua acomodação. Então, voltando.

Meses atrás

ㅤㅤㅤㅤ- Eu fiz esse mapeamento sozinha, Senhor General. Quero permissão para poder me infiltrar e executar o pedido de um dos nossos clientes. Ele deseja essa pessoa morta, ninguém a encontrava e eu a achei. – eu estava na sala do general da Ikari, meu pai adotivo, General Heidern.
ㅤㅤㅤㅤEle com certeza iria me fazer arrastar atrás de mim algum dos subordinados dele, mas não estava disposta aceitar isso. Está certo que posso considera-los minha família, mas até mesmo uma família é um pé no saco às vezes. Não quero ter que passar um tempo de mais me esforçando para pensar em qualquer dialogo para ter com alguém, enquanto poderia estar analisando a missão.
ㅤㅤㅤㅤFico encarando-o, ele está pensativo demais e parece não entender bem meu plano, talvez ele não percebeu que eu não vou me drogar realmente, que só irei fingir. Ele sabe que eu sou a que mais me controlo em tudo, por que fica com esse ar de que está duvidando de mim?
ㅤㅤㅤㅤ- Senhor? – chamo sua atenção novamente.
ㅤㅤㅤㅤ- Certo Leona. Mas você sabe o quanto isso pode ser perigoso, correto? – ele pergunta como se falasse de tudo e não só o fato de eu estar sugerindo me infiltrar como uma viciada em uma boca de fumo.
ㅤㅤㅤㅤ- Eu sei trabalhar muito bem minhas emoções, General. – respondo ainda em pé em frente a sua mesa com o corpo rígido na posição de sentido, somente com as mãos descansando nas laterais do meu corpo.
ㅤㅤㅤㅤ- E não mande ninguém na retaguarda, eles vão estragar meu tempo gasto nas pesquisas até aqui. Você sabe o quão desligado o Ralf pode ser e o quão paranoico o Clark pode ser e a Whip não está disponível no momento. – falo de uma forma mais rápida e ríspida ao mesmo tempo.
ㅤㅤㅤㅤTalvez um pouco de ansiedade pela espera da aprovação e o medo de ter um dos dois ou os dois superiores na sua cola só por não quererem ficar mal com o general. Já que além de sua subordinada, sou sua filha adotiva. O que faz muitos dos soldados acharem que é tudo fácil para mim por aqui.
ㅤㅤㅤㅤ- Você conhece os códigos, problemas você recua e peça por ajuda, ou vai receber punição como qualquer outro soldado fora de conduta. E não espere que seja leve. – ele fala se levantando e indo para a janela olhar para fora.
ㅤㅤㅤㅤNão entendo bem esse movimento que ele sempre faz, dá para ver o reflexo dele no vidro, pela amor de Deus!
ㅤㅤㅤㅤ- Certo! Entendido, General! Permissão para sair? – falo batendo continência, repetindo o gesto que fiz ao entrar, levando à mão direita com os dedos esticados a testa um pouco a cima da sobrancelha e erguendo um pouco mais o queixo para cima.
ㅤㅤㅤㅤ- Sim. Dispensada soldado. – ele responde e eu não espero para ver a expressão preocupada dele mais uma vez, me viro e saio.



avatar
☠ỈⱩᗩᖇỈ ᗰᙓᖇCᙓȠᗩᖇϓ☠ 〘ℒℋ〙
Visitante
Visitante

Aniversário : 10 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 3
Data de inscrição : 21/06/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão #01 - A vida na margem da sociedade

Mensagem  ☠ỈⱩᗩᖇỈ ᗰᙓᖇCᙓȠᗩᖇϓ☠ 〘ℒℋ〙 em Sex Jul 13, 2018 3:27 pm


Em missão.

ㅤㅤㅤㅤ- Ei, garota! Onde consigo um pó?
ㅤㅤㅤㅤEu ergo a cabeça e encaro o homem por um tempo, intervalo esse que deixava um ar vago, como se eu não tivesse entendido o que ele havia me perguntado. Mas para após longos minutos eu dar a resposta que ele queria.
ㅤㅤㅤㅤ- Só entrar, no segundo andar com o Vando. – respondi com o olhar fixo em um ponto atrás da cabeça dele.
ㅤㅤㅤㅤEu já estava ali tinha algumas semanas, conseguira o emprego deixando de pagar algumas gramas de cocaína. Logo deram um jeito de me colocar no esquema para que eu não ficasse devendo eles e ainda eu tinha que guiar certo os clientes para dentro da espelunca.
ㅤㅤㅤㅤDepois que o homem passou eu voltei a abaixar a cabeça e ficar olhando para a tela de uma mini tv que estava ligada na minha frente. Em boa parte o que era visto era chiado, as imagens estavam quase perdidas no meio de tanto ponto branco e cinza. Já o áudio eu não fiz questão de aumentar, era mais interferência que alguma outra coisa. Mas não tinha nada de importante para acompanhar, era a noticia local, informações mascaradas para alienar o público, nada mais.
ㅤㅤㅤㅤVejo uma garota já conhecida passar por mim, sem falar nada, e entrar no sobrado. Acompanho-a com o olhar mais logo deixo de lado para ver mais uma briga de casal que acontecia no meio da rua. Aquele bairro era interessante, sempre algo novo para me fazer prender minha atenção e não morrer de tedio completo. Como não sou muito de conversas, o pessoal me deu um apelido irritante, e foi ele que ouvi do próximo que resolveu vir visitar a casa.
ㅤㅤㅤㅤ- Silenciosa, a Debby já chegou?
ㅤㅤㅤㅤErgo novamente minha cabeça e fico olhando para ele. Um homem alto, loiro e com um cigarro na boca. Eu sabia que ele não era um viciado e nem ia ali para negócios pequenos. Depois de minutos encarando-o resolvo só por apontar com o polegar para dentro. Assim ele pode saber que a garota que ele procurava já tinha chegado.



avatar
☠ỈⱩᗩᖇỈ ᗰᙓᖇCᙓȠᗩᖇϓ☠ 〘ℒℋ〙
Visitante
Visitante

Aniversário : 10 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 3
Data de inscrição : 21/06/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Level Up - Leona

Mensagem  Vαиєรรα em Ter Ago 07, 2018 8:14 am

(Ganho e Perda)
Quantidade por linha (atributos e experiência): 02/04;



Ganho de atributos: 176
Ganho de experiência: 352

Das 150 linhas pedida, Leona fez 88. Próxima postagem deverá ter 212 linhas;

Obs.: A partir dos dados iniciais que foi colocado para sua personagem, você deve fazer a distribuição dos atributos e experiência ganhados e mostrar no rodapé de suas postagens.
avatar
Vαиєรรα
Visitante
Visitante

Aniversário : 9 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Parte 2.

Mensagem  Vαиєรรα em Ter Ago 07, 2018 8:31 am

Leona até o momento não despertou desconfiança do alto comando da boca a qual está infiltrada, contudo, houve um despertar de inveja das mulheres que já estavam por ali trabalhando para os caras.

A cada dia que passa as coisas vão ficando mais movimentadas. Os fatores que influenciam isso são: briga entre gangues por território, mídia focada no tráfico e intrigas internas entre os peixes pequenos que vigiam a boca. (Levar em consideração a inveja que as mulheres tem de Leona);

Leona notará em algum momento a observação do investigador particular (personagem de Keeper), onde essa noção levará a três dilemas e escolhas a serem tomadas pela infiltrada: Reportar para superiores, deixar passar e continuar de olho e/ou abordar o investigador;
Cada decisão tomada terá uma consequência: Reportar – ganho de crédito com seus superiores e aumenta da inveja das mulheres; Deixar passar e continuar observando – corre risco de alguém da boca perceber o investigador e questionar você por não reportar ou alguém pode arma uma cilada para te culpar pela visita do investigador; Abordagem – corre risco de perder seu disfarce e ser descoberta por uma das mulheres da boca, o investigador abordado te atacar para mudar o seu ponto de vigília;

O prazo de postagem são os dezesseis dias divididos por dois. Oito para cada participante. Caso Keeper não poste dentro desse prazo, ele se tornará NPC e a aventura será concluída somente por Leona.
avatar
Vαиєรรα
Visitante
Visitante

Aniversário : 9 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Encerramento.

Mensagem  Vαиєรรα em Seg Ago 27, 2018 8:00 am

Missão encerrada.

Falta de envolvimento dos participantes.

Dou como aventura incompleta, o que não gera pontuação nenhuma para nenhum dos envolvidos.
avatar
Vαиєรรα
Visitante
Visitante

Aniversário : 9 de Janeiro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão #01 - A vida na margem da sociedade

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum