2nd South
Este fórum contém material para adultos,
destinado a indivíduos maiores de 18 anos.

Se você não atingiu ainda 18 anos,
se este tipo de material ofende você,
ou se você está acessando a internet de algum país
ou local onde este tipo de material é proibido por
lei, NÃO PROSSIGA!!!

Os autores e patrocinadores deste fórum não se
responsabilizam pelas conseqüências da decisão do
visitante de ultrapassar este ponto.

*Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

*Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Maio 29, 2018 3:53 pm

Mid Boss Battle


Painwheel X Luna

Local da Batalha: Puppet-Master's Room (Sala do Mestre dos Bonecos)



Descrição do local: Esta é a sala de um dos guardiões do castelo, o qual foi derrotado por luna, que absorveu a sua alma, transformando-se em lich. Este aposento foi redecorado com aparatos tecnológicos para criar animatrônicos. A iluminação é feita por lâmpadas avermelhadas espalhadas. O corpo sem cabeça de Robo-Fortune pode ser visto pendurado junto a outros manequins no que parece ser uma sala de teste isolada dentro do aposento.

Regra para o combate: Real Bout Rules ( 5 rounds + defensivo)/ Prólogo para Luna foi postado no enredo/ Luta sem julgamento

Ordem de iniciativa: Painwheel começa a luta!

Dangerous Battle! Good Luck!
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】 em Qua Maio 30, 2018 7:20 pm



Mini-Prólogo e ROUND 1 - MOVE 1: COMEÇA A BATALHA! PAINWHEEL VS LUNA!

ㅤㅤㅤSe tudo isso fosse um grande tabuleiro de xadrez, eu diria que finalmente as peças começaram a se mover contra os reis e rainhas do lado oposto. No meio disso tudo, eu me sinto como um peão. Alguém que está sendo usado para que outro tivesse sucesso no meu papel. Escalada por este misterioso garoto mago chamado Nessiah, que revelou-nos dias atrás as origens do castelo e informações daqueles que o comandam, ainda sim é obscura as verdadeiras intenções dele.

ㅤㅤㅤQuando ele e Zhuan Yaling, a Jiang Shi, vieram atender o meu chamado, finalmente começamos a traçar um plano que pudesse nos levar aos aposentos dessa entidade chamada Luna, que até então eu acredito ser uma Skull Girl disfarçada. Achei melhor que a cabeça de Robo-Fortune ficasse para trás. Eu sei que ela queria tanto recuperar o restante de seu corpo, mas eu não posso arriscar coloca-la em risco sem antes ter recuperado aquilo que pudesse ajuda-la a fazer diferença em um combate.

ㅤㅤㅤChegamos na sala de marionetes e o que eu vi ali era estranho. Um salão repleto de luzes vermelhas e brilhantes. Havia uma sala cheia de apetrechos tecnológicos e alguns manequins espalhados para todos os cantos da sala. Em uma exibição havia o corpo todo da gata robô preso e pendurado ao lado de outras duas manequins. Ao que tudo indica, eles estavam estudando a composição da unidade de infiltração barulhenta do Laboratório Zero...

ㅤㅤㅤ── É melhor tomarmos cuida... ── Eu tentei alertar Zhuan mas foi tarde demais.

ㅤㅤㅤQuando atravessei a porta para o salão, algo que não sei descrever o que era nos trancou ali dentro ao mesmo tempo que Zhuan foi empalada na parede por uma espécie de lança de ossos, perfurando seu corpo pela barriga. A morta-viva se debatia na parede, seu corpo sangrava e sua boca também. Fui direto ao encontro dela.

ㅤㅤㅤ── Espere! Eu vou te tirar daí! ── Segurei a haste de ossos da lança e comecei a puxar na minha direção.

ㅤㅤㅤEu sei. O inimigo estava logo atrás de mim. Mas eu tenho aqueles que cuidam da minha retaguarda me protegendo. Buer Driver e Gae Bolga podiam agir por contra própria se algo me ameaçasse enquanto estou com as atenções voltadas para a situação de minha companheira. Eu havia dado a liberdade para eles responderem seus instintos enquanto estivermos aqui dentro no castelo, uma vez que eu não posso estar atenta a tantas mudanças que ocorrem aqui dentro, principalmente quando elas podem ser tanto ilusões quanto verdadeiras.

ㅤㅤㅤ── Zhuan, você está bem? ── A coloquei sentada e com o corpo apoiada na parede. Me ajoelho ao lado dela e faço pressão no ferimento na barriga.

ㅤㅤㅤ── Não se preocupe comigo. ── Ela agiu. Tirou minha mão de cima do ferimento e olhou para mim, com uma expressão ofegante. ── Eu já estou morta. Isso aqui não é nada! Eu vou ficar bem...

ㅤㅤㅤEntão, ela apontou para a outra pessoa que estava descendo de seus aposentos para vir me encarar.

ㅤㅤㅤ── É com ela que você tem que se preocupar...

ㅤㅤㅤAli estava Luna, com uma estranha aura azulada brilhando por toda a sua volta e acompanhada de dois esqueletos espectrais em sua volta. O olhar dela para mim era de total indiferença. Eu me levantei e fui em passos lentos até ela. Eu sinto o cheiro dela. Eu sinto minha aura ressonando com a dela.

ㅤㅤㅤ── O que é você? ── Eu perguntei.

ㅤㅤㅤEntão a resposta veio de Nessiah e não da pessoa para quem foi direcionada.

ㅤㅤㅤ── Uma Lich! Uma morta-viva que possui controle dos seus pós-mortem. Luna deve ter sido transformada nisso ao ter pego o poder do guardião da sala. O corpo dele está bem acima de nós. ── E tudo isso veio telepaticamente.

ㅤㅤㅤOlhei para o teto. Havia um grande crânio feito de várias madeiras diferentes. Não reparei direito nisso por muito tempo. Mas a minha oponente não parecia alguém muito disposta a conversar.

ㅤㅤㅤ── Fiquei sabendo que usou o Skull Heart para dar vida aos seus pais. Você sabe que isso é errado, não sabe? ── Eu estava olhando diretamente aos olhos dela. Mas talvez ela não percebesse isso por conta da minha máscara.

ㅤㅤㅤ── Se você não for pura de coração, o desejo só trará desgraça para aqueles que o fizerem e a dona do pedido será convertida numa criatura com o desejo voltado unicamente para a destruição. ── Eu olhei para a minha mão agora e minhas veias roxas brilhavam e saltavam por minha pele.

ㅤㅤㅤ── Eles disseram que você é uma Lich, uma espécie de morta-viva que tem controle dos mortos. Talvez eles nunca tenham visto uma Skullgirl antes... ou simplesmente resolveram mascarar você com outra definição, que por incrível que pareça bate exatamente com as capacidades de uma portadora do amaldiçoado SkullHeart. Você não me engana, Luna – Skullgirl. Não ao meu faro, não ao meu sangue amaldiçoado!

ㅤㅤㅤGae Bolga manifestou seus espinhos pelos meus ombros e joelhos. Buer Driver esticou seu cabo de ossos e girou suas lâminas usando os motores. Meus olhos brilharam em vermelho dessa vez, intenso e meu corpo começou a se transformar para uma versão de músculos mais definidos, aumentando minha adrenalina e minha raiva.

ㅤㅤㅤ── EU, A ANTI-SKULLGIRL PAINWHEEL... VOU MATAR VOCÊ!

ㅤㅤㅤEu estava pronta para a luta. E não estou pensando em me segurar contra ela. Infelizmente, eu não posso deixar que essa menina saia com vida daqui. Eu preciso dar a ela um descanso final e merecido e libertar tanto a alma dela quanto a de seus pais... e de todas as outras criaturas que estão presas nesse lugar.

ㅤㅤㅤ── PREPARE-SE! EU VOU TE ARREBENTAR! ── Eu saltei na direção de Luna. E Buer Driver esticou-se para outro lado, agarrando um dos monitores que havia nas extremidades do cenário. Em um momento eu estou fechando os meus punhos para desferir um potente murro contra a face da menina enquanto ao mesmo tempo minhas lâminas assumem a função de garras por meio de um comando mental e puxam da parede um daqueles televisores.

ㅤㅤㅤE no momento que estou prestes a golpear minha inimiga, meu corpo foi-se para o chão, simulando assim uma finta. Os espinhos nos joelhos que Gae Bolga projetou serviu como uma estaca para me prender ao piso e retardar meu golpe de perto, fazendo que então os cabos de ossos de Buer viessem como a cauda de um escorpião contornar e golpear com rapidez a inimiga por cima, tentando esmagar o televisor acima da cabeça dela.

ㅤㅤㅤSe desse certo ou não, desfaço os espinhos do joelho e junto a força sobre-humana minha para golpear o piso e causar um tremor violento por toda a área, querendo desestabilizar a postura ofensiva/defensiva de Luna, dando tempo para o cabo de ossos voltar ao seu tamanho normal, com o televisor já destruído e começar a girar suas lâminas para me possibilitar a capacidade de voo, o que eu usaria ao meu favor para maior locomoção e velocidade nos meus ataques.

ㅤㅤㅤAssim termina o meu combo marcial com essa investida básica contra Luna. Em um breve resumo de toda a ação, eu tento atingir a cabeça da minha inimiga simulando um ataque de finta onde meu cabo de ossos com minhas garras retratáveis arrancavam um elemento do cenário para atingir ela no instante que a finta ocorresse. A velocidade dessa investida seria o mais rápida possível, pois não estou afim de cometer erros. Os espinhos foram pensados de início para poder me dar essa vantagem de parar sem que pudesse ser golpeada por alguma ação ofensiva de Luna; o soco no chão seria uma forma de me dar alguma vantagem de locomoção a mais e o fim da investida seria com o uso da minha habilidade de voo para me tirar do chão e me deixar com uma postura ofensiva e defensiva totalmente aérea. Ou seja... dos dois ataques, eu cancelo qualquer possibilidade de continuação de investida começando a levitar.

ㅤㅤㅤ── Isso tem que acabar! Não há tempo a perder!

avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Maplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 32
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Seg Jun 04, 2018 12:59 am

Round 1 Move 2

  Luna observava a garota a sua frente com um olhar presunçoso e cruel enquanto a mesma se apresentava. Luna havia uma postura estranha. Ela estava de braços cruzados quase que o tempo todo. Quando a garota Painwheel partiu para ataque, a mesma pareceu momentaneamente zombar dela, antes de ser acertada pela televisão, que se despedaça na cabeça dela, mas que impressionantemente, apenas balançou-se com o impacto, recuperando a postura antes que Carol pudesse “rearmar” a Buer. Logo em seguida, Luna salta para trás para sair do alcance do golpe terrestre da ASG (Anti-SkullGirl) Ao pousar, Luna já estava com os braços cruzados de novo. A voz de Luna parecia estar triplicada quando ela falou:

- Skullheart? Então era assim que se chamava aquilo...
- Começava Luna. – Eu o usei sim, e pedi a companhia de meus pais de novo... Meus pais voltaram, e eu fiquei muito feliz. O Skullheart começou a me mostrar coisas, como matar e como fazer se levantar de novo... Eu não me sentia diferente, mas sim poderosa... A primeira coisa que fiz foi costurar carne nos esqueletos de meus bichinhos de estimação mortos seguindo o que papai e mamãe falavam e os vi se levantar de novo e passei dias brincando com eles junto a papai e mamãe... E agora você está aqui, querendo acabar com a minha brincadeira!

 Agora Luna parecia irritada, pois ela fez surgir duas pequenas brancas esferas (Frost Soul, aqui invocada duas vezes) no ar próximas a Carol, como duas “luas” orbitando a garota. Era possível ver o ar condensando-se próximo a elas e dava para sentir o frio emanado delas. Luna Então corria na direção de Painwheel. De uma maneira ASSUSTADORAMENTE rápida. A garota tentava golpear Carol na face com as costas do punho direito, que estava fechado enquanto “armava” o seu braço esquerdo. Dava para ver que na palma esquerda de Luna a pele e músculos se abriam, deixando escapar sangue vermelho bastante viscoso. Da abertura, saía uma ponta de osso conforme Luna tentava acertar o abdômen de Carol com a mão aberta, como uma tapa vinda em linha reta, caso atingisse Carol, esta poderia ser imediatamente perfurada por uma Bone Arrow saída do orifício aberto na mão de Luna. A flecha de osso era catapultada para fora do braço diminuto de Luna, podendo fincar-se ou não, na barriga de Carol caso não fosse evitada.A força da garota parecia desproporcional em relação ao corpo pequeno de Luna (ela é quase dez centímetros mais baixa que Carol). A intenção de Luna era que, se acertasse esses golpes, poderia desequilibrar Painwheel para que acertasse uma das Frost Souls, assim fazendo a mesma explodir e ser lançada em direção a segunda Frost Soul, que também explodiria e faria com que a garota Painwheel fosse jogada para trás. O frio das esferas era tão intenso que Buer poderia se sentir um pouco dormente caso fosse atingido pelas explosões criogênicas das esferas. Ao final do seu combo, Luna arrumaria as extremidades de suas luvas ( agora a da esqueda estava rasgada na palma devido a saída da flecha de osso.

 O Mini-Nessiah estava observando o ferimento de Zhuan, tentando fazer algo a respeito enquanto também tentava prestar atenção na luta. Ele parecia um pouco nervoso enquanto analisava o estrado do ferimento da morta-viva. A Lança de osso havia criado um buraco que atravessava Zhuan. Por sorte, a coluna da morta-viva não foi atingida., logo ela poderia sair dali andando, mas no momento, muita da energia espiritual dela estava escapando junto ao sangue esmeralda, dificultando a recuperação do ferimento...
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】 em Qua Jun 06, 2018 6:55 pm



ROUND 2 - MOVE 1: Cabeças vão rolar! Combos e gatos de foguete!

ㅤㅤㅤEu consegui esmagar o televisor na cabeça dela. Eu confesso que não esperava essa reação dela, mas então percebo que de nada surtiu efeito em Luna, apenas abalou a postura dela que logo voltou-se ao normal com o momento que tentei afetar a postura dela com um murro de força concentrada ao chão. Ela recuou para trás e pôs-se a falar. E falou como se várias outras vozes acompanhassem ela. Eu lembro. Eu me recordo muito bem.

ㅤㅤㅤ── Acha que tudo isso é uma brincadeira? Acha mesmo que seus pais, os seus bichinhos de estimação, estão contentes por terem voltado a vida? Você foi ENGANADA! Está sendo feita de IDIOTA! Você é mais uma ESCRAVA do SKULL HEART!

ㅤㅤㅤEu não acredito nas coisas que ouvi dela. Não posso levar a sério uma oponente que usou de um desejo egoísta como aquele. Entendo que não são todos que suportam a morte de um ente querido, principalmente se forem os pais de uma criança pequena... mas o Skull Heart não devolve nada de bom grado. Não. Essa coisa do mal, essa coisa demoníaca sempre tira o proveito de algo. Ele sempre deixa a sua marca de destruição a cada desejo que se torna real, sendo as meninas de coração puro ou não. Alguém vai morrer. Algo será destruído. Nada escapa o ciclo de morte e destruição que essa relíquia pode causar e a única salvação para quem está afetado por essa maldição é somente a destruição dela por completo! Mas não terei tempo de explicar isso para Luna, talvez, a melhor forma seja mostrando pelos atos dela o quão errada ela está e será de uma forma bem dolorosa se depender de mim.

ㅤㅤㅤ── Seus pais estão sofrendo! Engana-se se eles te dizem o contrário. Não está sabendo ouvir direito! Não está sabendo reconhecer o que acontece à sua volta! É tão egoísta quando o dono desse castelo por pensar somente no seu umbigo!

ㅤㅤㅤEla preparou duas esferas misteriosas e posicionou-as acima de mim, cada uma de um lado do meu ombro. Posso sentir o frio que elas produzem, logo assumindo que seriam ataques que congelantes que retardariam os meus sentidos e movimentos. Buer Driver e Gae Bolga estavam cientes. Eu mantive meu olhar focado nela até o momento que ela se moveu tão rápido quanto uma bala disparada por um revolver. Eu pude ver que ela queria me golpear de frente. Um erro estupido! Ela pagará por isso!

ㅤㅤㅤ── Você se recusa a ouvir minha voz, não é mesmo? ── Mudei a trajetória do ataque dela, fazendo-a golpear o meu ombro direito no exato momento que emanei a eletricidade púrpura por todo o meu corpo, onde o dano dela não só foi consumido pelo choque como também passado de volta a ela como uma forma de três espinhos negros que emergiu deste mesmo ombro e atravessou a mão dela. Este era o meu Enmity Nail. O sucesso dessa investida faria com que ela ficasse presa momentaneamente a mim.

ㅤㅤㅤEu sabia que ela não tinha a real intenção de me atacar com esse golpe. Mas quis deixa-la sentir-se um pouco no comando das coisas. E antes que ela pudesse realmente mostrar sua verdadeira cartada com aquele buraco suspeito que surgiu na palma de sua outra mão, eu desferirei um gancho de esquerda potente o suficiente para arremessa-la para o alto. Revulsion Shank! Esse gancho fará com que vários espinhos negros emergissem do meu braço até minha mão, do cotovelo braço, antebraço, mão, em sua totalidade, seis deles. Além de perfurar e cortar, o meu golpe é um lançador e ao meu ver este seria um contra-ataque eficiente para a investida de Luna.

ㅤㅤㅤ── Você é apenas uma criança tola com poderes de um monstro! Você não é mais humana e sim uma aberração! ── Como sou uma lutadora de domínio aéreo, não perderei a oportunidade que será implantada aqui com o sucesso do meu gancho. Eu saltaria para o alto e desencadearia um combo aero enquanto Buer gira as lâminas do seu motor para me manter suspensa no ar por tempo suficiente. E nessa corrente de ataques, eu repetiria duas ações bastante dolorosas mas que serviam de ataques bastante efetivos no ar. O Skewer seguido de Prod.

ㅤㅤㅤO Skewer, durante o salto, é um golpe onde eu dobro os joelhos no ar e impulsiono meus ombros para trás, emergindo assim um total de quatro agulhas negras, finíssimas o bastante para criar pequenos pontos de perfuração dolorosos sobre o corpo do adversário. Sendo dois deles, um cada joelho e outros dois, um em cada ombro.

ㅤㅤㅤO Prod era um movimento semelhante e veio a ser executado depois que as quatro agulhas retrocederam para dentro do meu corpo. Eu segurei minhas pernas na região acima dos meus calcanhares, onde eu uso um grilhão sem correntes e puxei-a para o lado contrário da dobra do joelho... em poucas palavras, eu dobrei minhas pernas para o outro lado e fiz uma rachadura emergir na minha pele com sangue escorrendo para todos os lados e dessa mesma rachadura, dois espinhos, um em cada perna, cresceram e perfurariam a garota que ainda estaria sob o efeito do meu combo marcial.

ㅤㅤㅤE por último, seria o golpe de colisão, o golpe que me permitiria lançar Luna para o chão causando um breve nocaute pesado, e que se tudo desse certo, ela levaria um tempo de recuperação maior por causa dos danos. Esse é o Bludgeon! Um chute voador que se assemelha a um losango aberto invertido, usando meu tornozelo como ponto de colisão, criando um espinho negro sobre ele que não só perfuraria, mas lançaria ela contra o chão para uma colisão violenta. Vale lembrar que toda essa investida foi possível graças a Buer que me manteve flutuando com suas lâminas rotacionais, igual uma hélice de helicóptero.

ㅤㅤㅤSe meu combo marcial fosse 100% bem-sucedido, eu aterrissarei próximo ao local onde ela caiu, ainda tendo de contar com aquelas duas esferas que ele posicionou lá atrás (antes, minha posição inicial) para tomar cuidado.

ㅤㅤㅤ── Devia ter aprendido desde cedo que suas ações geram consequências e que não pode e não deve mudar o rumo das coisas, principalmente o ciclo da vida! Se mostrasse um comportamento amadurecido, talvez eu até pensasse em poupar sua vida... Mas não... infelizmente, a única forma que eu vejo de te salvar é destruindo você!

ㅤㅤㅤEu estava irritada demais com essa história! Eu não gosto de matar ninguém, sempre que passa essa ideia pela minha cabeça, eu penso logo em todas as pessoas que gostam de mim e se importam comigo. Penso nas coisas que a Yuriko me disse em um dos nossos treinamentos. Mas nem todas as escolhas boas são as mais sensatas a se fazer. Eu conheço o poder do Skull Heart, eu conheço muito bem como ele atua dentro da cabeça das pessoas que são tomadas pelo seu vil e obscuro poder. A melhor salvação para elas era a destruição delas... só assim o corpo e alma serão purificados novamente para que elas possam enfim descansarem em paz.


ㅤㅤㅤLonge dali, no quarto de Painwheel, a cabeça da gata robô começava a computar os dados da luta que acontecia no salão de bonecas. O corpo dela ainda estava operacional e analisando os dados mesmo sem ter a cabeça ali presente.

ㅤㅤㅤ── Beep! ── Robô-Fortune não se conformava em ter sido deixada para trás. Eu sei que ela havia concordado em me ajudar e que seriamos uma espécie de “Dupla Dinâmica”, mas eu preferi que ela não se intrometesse nessa luta. Bem... eu estava enganada ao pensar isso dela, principalmente dela.

ㅤㅤㅤ── Preciso chegar até o local da luta! Boop! ── Robô tinha uma curiosa função abaixo do seu pescoço. Ela podia criar um mini foguetinho e sair voando com a cabeça. E ela foi direto para o tubo de ventilação dos quartos, fazendo a mesma trajetória que fez no dia que caiu em cima da minha cama durante a madrugada.

ㅤㅤㅤRobô se lembra de ter passado por vários quartos até chegar no meu. Ela com certeza de ter visto e ouvido coisas de outros participantes, informações que ela deveria ter guardado para ela mesma ou descartado de alguma forma. Não sei. Mas que essa luta estava prestes a ter uma nova desafiante, isso era certeza.

ㅤㅤㅤ── I’ll be back! Meow!

avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Maplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 32
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Jun 19, 2018 8:21 pm

Round 2 Move 2

- Acha que tudo isso é uma brincadeira? Acha mesmo que seus pais, os seus bichinhos de estimação, estão contentes por terem voltado a vida? Você foi ENGANADA! Está sendo feita de IDIOTA! Você é mais uma ESCRAVA do SKULL HEART!

 As palavras de Carol pareciam vazias para Luna. Mesmo que possivelmente fosse verdade, a titereia não iria ceder tão fácil. O Skull Heart cedeu o desejo dela de ver os pais dela e brincar novamente. Porém, na verdade, o Skull Heart realmente concedeu o desejo puro da garota, mas em troca, tirou a única coisa que protegeu Luna de se transformar em Skull Girl : a sua inocência. A inocência de Luna ao realizar o desejo era tão grande que saciou a “troca equivalente” do artefato. Os pais de Luna voltaram a acompanhar a filha, mas como a natureza do “coração esquelético” era essencialmente maligna, o desejo fora realizado com uma pitada de maldade ( como ocorre no filme O Mestre dos Desejos). Os pais de Luna voltaram, sussurrando palavras e técnicas necromânticas para a filha, que cresceu ao ponto de “congelar” o processo de envelhecimento, para permanecer como adolescente, e outros rituais póstumos. No final, o Skull Heart não conseguiu criar uma Skullgirl, mas criou uma necromante como resultado...

 Luna ainda olhava para Carol de maneira arrogante e ainda assim indiferente para a garota. Enquanto Luna atacava, a sua mão ficava presa no espinho principal que brotava do ombro de Painwheel, com o mesmo saindo quase trinta centímetros pelo outro lado e raspando a roupagem do braço de Luna, que em nenhum momento, demonstrou sentir dor ou incômodo. Da ferida, sangue negro levemente efervescente borbulhava para fora. O espinho gerado por Gae Bouga ficava fragilizado pela acidez. Ao que Luna notava a garota tentar ataca-la com o outro braço, Luna golpearia com o seu braço livre com um golpe para desviar o gancho de Carol, acertando a lateral do braço para fazer o mesmo ir para o lado “abrindo o braço”. Naquele momento a necromante apertaria o punho, quebrando o espinho de Gae Bolga e girando para trás, contra-atacando com um chute durante o salto mortal para trás, visando atingir Painwheel abaixo do queixo. Tal impacto seria tão forte caso acertasse, que poderia fazer a máscara da garota ser “rompida” do rosto dela, voando para longe. Luna era mais forte que o esperado. Por estar morta, ela não sentiria dor, ficando em oposto a jovem que ali estaria enfrentando.

 Naquele momento, daria para ver o brilho fantasmagórico no olhar de Luna. Ela não poderia ser uma Skullgirl como Marie, mas era palpável que ela era tão forte fisicamente quanto. Luna ergueria a mão ferida, enquanto uma aura fantasmagórica começava a fechar o ferimento em sua mão.

- Carol, a única maneira de derrota-la é achando a jóia em que o coração dela se transformou ao se tornar...!– Começava a gritar Nessiah, mas era interrompido por uma Bone Arrow disparada por Luna.

- Nunca gostei de tagarelas...- Dizia Luna, com uma voz mais...fantasmagórica.

 O clone do pequeno mago se desmancha em uma pequena nuvem elétrica, que queimava pequenos pedaços do papel em que o feitiço da miniatura se firmava. Zuang tossia um pouco com o sangue ainda escorrendo do ferimento que a lança de osso que a atingira antes. O brilho no olhar dela era fraco e ela fechava o punho esquerdo, enquanto o direito pressionava onde a lança lhe havia perfurado.  A morta-viva tentava se levantar, mas algo ainda a mantinha presa no lugar.

... Enquanto isso, no Laboratório Zero, uma das amostras de fragmento do corpo da ultima skullgirl começava a se debater dentro do recipiente de contenção, rebatendo-se enquanto tentava se libertar...
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Errata

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Jun 19, 2018 8:29 pm

OBS: Depois de ter visto uma grande mancada, as regras do combate são as Classic Rules, não as Real-Bout. Perdão pela inconvêniência.
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】 em Seg Jun 25, 2018 11:19 pm



ROUND 3 - MOVE 1: O RETORNO DA DUPLA DINÂMICA! GO! GO! PAIN-FORTUNE!

ㅤㅤㅤ── BEEP! BOOP! MEOW!

ㅤㅤㅤNos dutos de ventilação que haviam no castelo, a cabeça de Robô-Fortune rolava de um lado para o outro, procurando pela entrada de ar que daria no local da luta onde ela estava. Usando um rastreador silencioso que havia no seu corpo metálico, a cabeça da gata robô seguiu o caminho que lhe parecia ser mais coerente, onde transmitia as ondas de localização pelo gps implantado em sua placa mãe. E quando ela chegou ao seu destino, ela pode ver o corpo ali pendurado ao lado de outras duas manequins. Os olhos da gata robô brilharam em amarelo, como se expressassem felicidade por finalmente ter o encontrado. Luna havia alterado a configuração do corpo dela, mas logo, a gata robô equipada com o melhor da tecnologia oferecida pelo laboratório Zero, começou a hackear o corpo e quebrou todas as modificações feitas, reprogramando o corpo para responder novamente seus comandos e lhe possibilitar um retorno triunfante! Assim, o corpo dela se desvencilhou daquela parede, ficou em pé e criou uma imensa espingarda de calibre doze em uma das mãos. A cabeça saiu voando de dentro do duto, encaixando novamente no buraco do pescoço. Em seu rosto, ela usava um óculos de sol que ocultava um pequeno feixe de luz vermelha brilhante por trás.

ㅤㅤㅤ── I’M BACK! MEOW!

ㅤㅤㅤMal sabia ela que chegou em um momento onde quase ninguém percebeu a sua entrada, na colisão de forças entre eu e Luna.

ㅤㅤㅤAntes da chegada de Robo-Fortune, estou travando minha batalha contra essa criatura moldada pelo seu desejo mesquinho ao Skull Heart. Não tenho dúvidas. Meu sangue está reagindo a ela. Eu posso sentir o fedor etéreo nela! E isso estava desencadeando uma raiva ainda maior em mim. Algo que me fazia libertar o meu pior lado, algo que eu não sei se conseguiria controlar muito tempo. Estar diante essa Luna me irritava. Não acredito que ela não conseguia dar ouvidos à minha voz, a voz da experiência contra esse artefato maldito!

ㅤㅤㅤO que deveria ser o sangue dela acabou se tornando uma substância corrosiva e amoleceu o espinho do meu ataque inicial, o Enmity Nail. Ela desvencilhou do meu ataque seguinte golpeando minha mão com a mão livre dela, mudando a trajetória do meu gancho e quebrou o espinho do meu ombro. Doeu? Sim. Mas estou tão acostumada a sentir dores que nem sequer fez muita diferença para mim. Afinal... a dor perde o sentido quando você passa a conviver com ela todo santo dia.

ㅤㅤㅤLuna parecia não ser uma combatente formidável no corpo a corpo. Percebo isso pela maneira como ela recuou executando um mortal para trás, com direito a um chute no meu queixo, forte, mas não o bastante para me tirar do chão. A máscara desprendeu do meu rosto e caiu ao lado de Robo-Fortune que assistia aquilo um tanto quanto incomodada.

ㅤㅤㅤEu recuei um passo para trás. Trouxe a minha mão ao queixo, onde massageei o local do dano enquanto olhava para a minha adversária tomando espaço. Olho para cima e ainda estão ali as duas esferas criogênicas que ela plantou no ar. Me pergunto quando ela pretendia usar essas porcarias? Minhas orbes negras e de irises avermelhadas fixam na figura da Lolita gótica com sua voz fantasmagórica. Ela podia controlar os mortos... ela estava morta... ela falava como uma entidade... se isso não fosse uma, só podia ser uma cópia fajuta ou algo menos poderoso.

ㅤㅤㅤO mini Nessiah acabou pagando pela sua língua afiada. Ao invés dele conversar comigo telepaticamente, resolvera berrar para quem quisesse ouvir. Não foi muito esperto para alguém tão velho quanto ele. Chamuscado até não haver resquícios de sua existência, ficamos somente nós três ali: Eu, Zuan e Robo-Fotune.

ㅤㅤㅤ── Era só o que me faltava!

ㅤㅤㅤBANG!

ㅤㅤㅤUm tiro de doze foi dado contra a parede ao lado de Luna.

ㅤㅤㅤ── EU. DISSE. I’M. BACK! BITCHES! BEEP! ── Ela não podia esperar por uma oportunidade melhor.

ㅤㅤㅤ── O que você faz aqui? ── Voltei minha atenção à terceira convidada. ── Falei para me esperar no quarto, não falei? ── Pressionei.

ㅤㅤㅤ── ROBÔ. FORTUNE. PREFERE. CAIR. NA. PORRADA. AO. LADO. DA. ROBIN. DELA. BEEP.

ㅤㅤㅤ── Eu já falei que NÃO SOU O ROBIN! ── Eu sei. Não era hora e nem momento para essas infantilidades, mas eu não aceito ser o Robin. Ninguém aceita.

ㅤㅤㅤ── EU. SOU. O. BATMAN! BEEP! SOU. A KEANU. REEVES. DESSA. HISTÓRIA! A TERMICATOR! MEOW! ── A gata não estava mais fazendo sentido. Será que deu algum curto circuito no sistema dela? Prefiro não perguntar. Posso não gostar da resposta.

ㅤㅤㅤ── Que seja! Eu tenho coisas mais importantes para fazer. Você cuida da Zuan. Eu vou MATAR aquela dali!

ㅤㅤㅤRobo-Fortune segurou minha mão.

ㅤㅤㅤ── NEGATIVO! MALDITA. MEXEU. NOS. MEUS. ALGORITMOS! ELA. MERECE. SER. PUNIDA. PELAS. MÃOS. DA. JUSTIÇA! VOCÊ. CUIDAR. DA. ZUMBI. COXUDA! SEJA. UM. BOM. VENTILADOR. DE. TETO. PARA. ELA! ── E me empurrou para trás, essa safada de metal!

ㅤㅤㅤ── ESSA LUTA É MINHA! ── Eu puxei a gata pelo rabo de metal dela, jogando-a para trás.

ㅤㅤㅤEla ficou de quatro e usou suas garras para prender-se no solo e pulou em cima das minhas costas, mas não por cima de Buer. Ficou agarrada em mim como um carrapato irritante.

ㅤㅤㅤ── NÓS. LUTAR. JUNTAS! NÓS. SER. DUPLA. DINÂMICA! MEOW!

ㅤㅤㅤEu perdi a minha paciência.

ㅤㅤㅤ── Quer lutar ao meu lado? Ok! Só que SAIA DE CIMA DE MIM, PRAGA! ── Então, a peguei pelo pescoço e arremessei-a ao chão.

ㅤㅤㅤRobo-Fortune caiu e virou uma bola de ferro. Chutei ela como se fosse uma jogadora de futebol. Foi um chute forte, que lançou a gata como se fosse uma bala de canhão disparada por um navio pirata! E ela foi pra cima de Luna com tudo. Eu não esperava que esse suporte fosse ser eficiente para muita coisa, mas tudo indicava que eu tinha ganhado uma ‘striker’ para me ajudar nos momentos que forem mais oportunos. Bem... que seja!

ㅤㅤㅤEstou de saco cheio de seguir as regras dessa porcaria! Está na hora de mostrar como uma Anti-Skullgirl luta de verdade, sem medo de matar! Não há mais volta para minha oponente e só me restava acabar de uma vez por todas com essa história! Na distância que estou, preciso atrasar a movimentação da oponente enquanto ela lidava com a gata robô. Para isso, eu fiz uso de duas variações de uma habilidade especial minha.

ㅤㅤㅤA Gae Bolga Stinger! Eu usei primeiro a variação média: As veias roxas do meu braço esquerdo começou a projetar ferrões negros que percorreram meu braço e explodiram por debaixo das unhas dos meus dedos, cinco pregos negros que foram lançados como disparo de uma arma na direção de Luna. O dano desses projéteis não costumam ser significante, mas havia um propósito único – às vezes, o oponente era pregado na parede ou no chão.

ㅤㅤㅤA próxima variação foi a alta; Agora com o braço direito, mirei ele em um ângulo de 45º graus para cima e projetei mais desses ferrões que, ao invés de saírem do meu braço, eles explodiram através do meu pulso, e foram jogados mais cindo para o alto, fazendo um arco no ar e que caíssem ambos em posições diferentes, mas três deles eram garantia de que iriam acertar ela por cima se nada fizesse.

ㅤㅤㅤEmbora esses golpes de ferrões tirassem sangue de mim, a habilidade de regeneração aprimorada do sangue da Skullgirl restauraria meu corpo e minha pele para um estado como se nunca houvesse se rompido ou machucado antes. É como se o sangue da Skullgirl que foi injetado dentro de mim criasse uma espécie de fator de cura, sempre em ação, permitindo que eu continuasse lutando independente dos traumas que o Gae Bolga causasse ao meu corpo e aparência, o que me tornava ainda mais resistente e dura na queda.

ㅤㅤㅤApós isso, estava na hora de eu usar a Buer Driver para diminuir a minha distância de Luna. Ao invés de usar a habilidade de voo, preferi permanecer no chão dessa vez, usando o Pinion Dash. O cabo de ossos retrocederia a um tamanho onde permitiria que a Buer Driver ficasse rente as minas costas e meu corpo ficaria suspenso no ar a medida que a imensa shuriken ficasse com as lâminas apoiadas ao chão. O sistema de rotação do motor de Buer começaria a girar e nesse instante, um bom fã de Sonic, o Ouriço veria a semelhança dessa minha habilidade de locomoção com o Homming Attack do ouriço azul.

ㅤㅤㅤ── “Sou a mais veloz que há!” ── Pensei.

ㅤㅤㅤLuna não seria estúpida de vir na minha direção enquanto estou me aproximando dessa forma. Ela sofreria danos violentos se aproximasse, como por exemplo, acabar sendo partida ao meio pelas minhas lâminas. Minha intenção aqui é tomar maior proximidade da oponente aproveitando as distrações de Robô-Fortune e dos meus Gae Bolga Stingers. E quando chegasse na posição que eu queria, me soltarei do Pinion Dash e saltaria para cima da inimiga, esticando mais uma vez o cabo de ossos e preparando minha Shuriken gigante para girar como uma motosserra, apontando-a na direção de sua cabeça! Violet Grudge! Acerta 4 vezes a cabeça do inimigo se ele não estiver defendendo, com direito a muito, muito sangue para todos os lados!

ㅤㅤㅤ── Vê se MORRE! ── Gritei! ── AGORA ROBÔ! ── Berrei para a minha assistência!

ㅤㅤㅤEu não sei o que resultou a brincadeira de chutar unidade de infiltração mais barulhenta do Laboratório Zero, mas nesse instante ela sairá da sua posição de standby e começará a arremessar os demais televisores que haviam espalhados pelo cenário, todos na direção que Luna encontrava-se.

ㅤㅤㅤ── MEOW! MEOW! MEOW! MEOW!

ㅤㅤㅤAqueles miados robóticos eram irritantes. Mas pior ainda era sua personalidade engraçada.

ㅤㅤㅤ── ESSA. MENINA. PRECISA. PARAR. DE. BRINCAR. COM. VOODOO!

ㅤㅤㅤAté quando vou suportar ter esse incomodo na minha vida?


ㅤㅤㅤEnquanto isso, no laboratório Zero...

ㅤㅤㅤA entrada subterrânea do laboratório era aberta e uma garota saiu lá de dentro. Seu vestido de colegial negro e bem arrojado quase não era perceptível pela baixa iluminação do laboratório principal de Brain Drain. Enquanto ela fazia o seu caminhar sexy e provocante, com uma mão apoiada na cintura e a outra acompanhando o balançar de seu corpo, seus cabelos verde-musgo movia seus tentáculos para os lados livremente, pois se tratavam de uma parasita de boca com dentes afiados e olhos dourados brilhantes. O seu nome era Shamone. E ele era a parasita de um clone... uma cópia da minha melhor amiga.

ㅤㅤㅤ── Estou de volta... pai.

ㅤㅤㅤBrain Drain, que estava sentado em sua cadeira e observando as últimas anotações, virou-se rapidamente para a direção de onde viera a voz.

ㅤㅤㅤ── Finalmente, Fukua. ── Fukua! Este era o nome dela. O nome do clone de Filia.

ㅤㅤㅤA garota clone sorriu para seu criador. Seu sorriso pintado por um batom verde escuro, próximo as cores de seus cabelos, seus olhos tinham a pintura de uma sombra cor de rosa para dar mais vida ao seu olhar provocante. O sorriso malicioso, sádico, dona de um comportamento que era o oposto da verdadeira Filia. Fukua era o lado corrompido da minha melhor amiga e sua existência era culpa minha. O confronto que tive com Filia anos atrás acabou permitindo que Brain Drain coletasse exemplos de DNA dela e de Samson. Ela era o experimento 0-85 do laboratório e que por muito tempo ficou em um tanque em estado de suspensão máxima, esperando pelo dia que finalmente seria despertada para o seu verdadeiro propósito. Mas sua expressão sorridente não tardou para se desmanchar e uma de raiva e incomodo reinar pela faceta da clone exibida.

ㅤㅤㅤ── Cansei de ficar brincando com esses idiotas de Maplecrest! Eu quero lutar! Sinto falta de apanhar! ── Fukua tinha um problema. Ela era sádica. Masoquista. Ela adorava sentir dor, se empolgava em tomar danos, sentia tesão. Era assustador isso.

ㅤㅤㅤ── Ainda não. Preciso que você fique mais algum tempo nas redondezas.

ㅤㅤㅤEla rebateu

ㅤㅤㅤ── Não! FILIA está por perto! Eu posso sentir o cheiro dela! Preciso acabar com ela, custe o que custar! Você sabe, pai, eu preciso me tornar a FILIA!

ㅤㅤㅤEle a repreendeu.

ㅤㅤㅤ── Controle-se, Fukua. ── Ele apenas estendeu sua mão na direção dela. E a garota obedeceu.

ㅤㅤㅤ── É golpe sujo, cabeça de cérebro. ── A voz grossa veio da nuca de Fukua. Shamone, a parasita clone de Samson manifestou-se.

ㅤㅤㅤ── Fukua é instável demais, Shamone. É a melhor forma controlar a mente dela do que deixa-la agir por livre e espontânea vontade. ── Brain virou-se para a sua mesa e começou a mexer com mais alguns aparatos eletrônicos. Ele parecia estar montando alguma coisa quando percebeu um recipiente de contenção com um fragmento da última Skullgirl se debatendo.

ㅤㅤㅤ── Logo chegará a hora. E você poderá fazer o que quiser, Fukua!

ㅤㅤㅤA menina recobrou sua consciência.

ㅤㅤㅤ── Você fez de novo, não fez? Isso não dói. É relaxante! Eu odeio isso!

ㅤㅤㅤ── Logo você poderá matar Filia e a Valentine. E também, Painwheel e Robô-Fortune.

ㅤㅤㅤA garota surpreendeu-se com a revelação.

ㅤㅤㅤ── Matar Valentine? E as minhas irmãs também? Não acho uma boa ideia... Painwheel é a melhor amiga de Filia. Eu quero a melhor amiga dela para mim, só para mim! Hehe. A gata não me interessa! Mas vou sentir falta dos murros que ela distribuía na minha linda face toda vez que eu ficava entediada!

ㅤㅤㅤBrain respirou fundo.

ㅤㅤㅤ── Embora eu ache isso uma falha em você... talvez, esse sadismo todo pode valer a pena em algum ponto do combate. Assim que você cumprir com suas missões, você fará um favor para mim.

ㅤㅤㅤA menina interessou-se.

ㅤㅤㅤ── O que é?

ㅤㅤㅤ── Você vai matar todos daquele castelo!

ㅤㅤㅤEntão, ela e Shamone sorriram.

ㅤㅤㅤ── Oh, isso vai ser um belo banho de sangue, papai! He He He!

avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Maplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 32
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Qui Jul 12, 2018 11:20 pm

Round 3 Move 3

  Luna havia se afastado da garota Painwheel depois do chute. O que quer que fosse fazer em seguida fora interrompido quando a robô felina que estava pendurada na câmara isolada ao lado rompeu o vidro falando que havia voltado. Luna por um momento hesitou quando as duas começaram a discutir. O tiro passando perto de Luna a fez olhar pelo canto do olho onde  o chumbo fora direcionado. Um passo para a direita e teria sido no tórax da garota. A titereia franziu as sobrancelhas por um momento enquanto via as duas “debaterem” sobre como iriam lutar. Os fantasmas dos pais de Luna se aproximavam e pareciam falar algo silencio. A garota concordava com a cabeça. O branco dos olhos de Luna fica enegrecido e suas írises ametistas se tornam um tom dourado. Ela ergue uma das mãos e da boca do “cadáver” de madeira que havia no teto saem várias pequenas bonecas. Cada uma delas usava um vestido de cor diferente, mas todas tinham duas características marcantes: todas tinham o rosto coberto por uma máscara de porcelana sem expressão facial, apenas fendas no lugar dos olhos e os dedos das mãos eram longas navalhas afiadas e reluzentes. Elas desciam presas por cordas invisíveis. O barulho das Killer Dolls iria chamar a atenção imediata das duas “parceiras”. Luna agora começava a dançar, segurando suavemente a saia de seu vestido. Os Killers Dolls começavam a se mover. Focando separar a atenção da Robo-Fortune e de Painwheel. Nos quatro cantos da sala, surgiam imensas “Damas de Ferro” ( caixões em forma de santa que eram muito usados na época da inquisição). Foi então que Luna notou...

 Uma gata de metal em forma esférica vindo na direção dela. Aquilo rompeu a concentração dela nas bonecas. Luna puxou o ar para dentro dos pulmões e lançou seus braços para frente, usando o impulso da gata-bola-voadora para desviá-la como uma bola de vôlei para cima. Naquele momento, as adagas sangrentas de Painwheel atingiam Luna no tórax, fazendo-a ir para trás um pouco, surpresa, ela consegue saltar para o lado antes que as adagas do segundo disparo dela a atingissem.  Ela puxa as adagas que estavam fincadas em seu corpo, gemendo de raiva com aquilo. Primeiro a garota de máscara, agora havia também o problema da gata recuperando seu novo brinquedo! Elas estragaram a brincadeira. Elas deveriam ser mortas JÁ! Um barulho de lâminas raspando o chão chamou a atenção de Luna para Painwheel que preparava um golpe giratório que um bom fã de Sonic reconheceria como SPIN DASH. Era um golpe que concentrava a energia cinética do giro “estacionado” e depois era liberada em forma de momentum, lançando o corpo do usuário para frente em uma velocidade explosiva. Dava para ver o chão sendo levemente talhado pela alta velocidade da lâmina quando Painwheel começou a vir na direção de Luna. A garota puxa para o caminho as duas Freezing Souls que havia invocado anteriormente no momento em que se jogou para o lado. Era provável que, naquela velocidade, Painwheel não tivesse tempo para “freiar” seu avanço e evitar colidir com as almas gélidas, assim como Luna esperava que acontecesse.

 Pois, logo naquele instante, a gata robótica começava a atirar os monitores na direção de Luna. Em um pensamento rápido, a titereia chama as Killer Dolls para bloquear os objetos, fazendo-as se suicidarem para evitar que um dos monitores a atingisse.

- Vocês são sem graça! Brincar com vocês é muito chato!
– Gritava a garota.

 Ela estalava os dedos da mão direita enquanto observava bem Painwheel. Em uma das mãos dos braços pendurados no teto, um boneco humanoide sem expressões faciais ou definição corporal começava a ser puxado em direção a uma das “Damas de Ferro”, porém, em um olhar mais apurado, poderia se notar que o boneco tinha a mesma altura que Painwheel. Aquela essência em sua aura denunciava: Luna estava usando o poder do Mestre dos Bonecos naquele momento. Caso a Dead Marionette chegasse ao seu destino sem ser parada, Ela trocaria de lugar com Painwheel assim que fosse trancafiada e perfurada pelos espinhos metálicos que havia dentro da “Dama de Ferro”, o que poderia causar toneladas de dano a Painwheel. Para distrair, Luna avançaria na direção dela , usando todo o corpo como impulso para soca-la no rosto. Para tal, ela invocava mãos fantasmagóricas no piso bem abaixo de Painwheel. As mãos segurariam a garota pelos tornozelos. Sua técnica, Dead Hand era um suporte extra para dar tempo e um alvo mais fácil. Enquanto avançava, Luna mexia a sua mão esquerda, fazendo as Killer Dolls restantes avançarem contra Robo-Furtune, para encobrir a visão da Dead Marionette e dificultar um tiro mais limpo.. Caso acertasse o soco, Luna tentaria chutar Painwheel na lateral do joelho para tentar fazê-la perder o equilíbrio e então acertá-la com um chute cruzado para derrubá-la no chão. Esse tipo de ação poderia dar tempo para que a Marionette chegasse ao seu nefasto destino e assim se sacrificasse para talvez, mudar o rumo da batalha a favor de Luna.

 Zhuan agora se arrastava no chão, criando um rastro de sangue esmeralda, enquanto ia até Luna. Embora isso demorasse um pouco por causa da distância. A morta-viva tinha um plano. Se desse certo, talvez ajudasse Painwheel...
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】 em Sab Jul 21, 2018 4:59 pm



ROUND 4 - MOVE 1: THE BIG MURRO E O CATCANHÃO!

ㅤㅤㅤDesde que a luta começou, venho esperando pelo momento que as Esferas de Gelo criadas pela oponente fossem usadas novamente. Para a minha surpresa, Luna as moveu no instante que carreguei meu Pinion Dash para ganhar maior proximidade da oponente. Será que ela pensou que eu estava querendo golpeá-la com essa técnica? Se fosse o caso, eu usaria a Buer Overdrive que causaria um dano ainda mais devastador e que compensasse do que a Pinion Dash. Entendi na hora o que ela pretendia fazer posicionando as duas esferas no caminho que faço com a Buer Driver: A colisão congelaria eu ou as lâminas. Mas será mesmo que foi um movimento inteligente?

ㅤㅤㅤAntes de começar a correr na direção da oponente, vi que ela desceu umas bonecas com vestidos coloridos, todas com rostos ocultos por máscaras de porcelanas contendo apenas o buraco para os olhos. Não sei se isso era uma espécie de imitação barata da minha máscara de Painwheel ou se era apenas coincidência. Além dessas bonecas, várias Damas de Ferro, acho que é assim que se chama aqueles caixões pretos e estranhos, emergiram do solo nos quatro cantos do quarto de bonecas. Para que serviam, eu não sei. Mas para quem já enfrentou uma ninja enfermeira capaz de teletransportar seu corpo simulando o mesmo efeito de brutality do Mortal Kombat, aposto que coisa boa essas caixas não eram!

ㅤㅤㅤA gata em bola de ferro não atingiu ela. Nem tinha esse propósito. Foi mais para tirar a atenção dela para que meu primeiro disparo da Gae Bolga Stinger tivesse êxito. E quem diria que fosse mesmo ter? Por pouco ela não percebia a tempo a segunda investida dos meus ferrões negros. E foi aqui que pensei em me aproximar usando o Pinion Dash! Mas será que eu não seria mesmo capaz de esquivar daquelas esferas de gelo? É o que vamos descobrir agora!

ㅤㅤㅤ── Buer! Agora! ── Eu gritei para ele naquele momento.

ㅤㅤㅤMeu parasita sintético esticou novamente os cabos de ossos ligados por uma fibra metálica vermelha e distanciou meu corpo e a lâmina uma da outra. Nesse instante, fiz que três espinhos negros afiados emergissem em meus pés e usei eles para pisar no solo e afundar eles sobre o mesmo para que eu brecasse ao mesmo tempo que mudava o curso da lâmina giratória, permitindo que eu e o Buer passássemos do lado da primeira esfera. Depois eu saltei para o outro lado e a lâmina também. Ela muda a sua posição e nesse instante eu uso os espinhos para novamente brecar e mudar o percurso, passando pela segunda esfera. Ou seja, eu fiz de conta que era um carrinho e que tinha que passar por dois cones posicionados estrategicamente no meu percurso para não bater neles. Foi besta? Foi infantil? Pode até ser. Mas certas ideias caem muito bem em um combate e foi o que eu aprendi com a Candy, uma das minhas irmãs mais velhas.

ㅤㅤㅤ── “Eu preciso acabar com essas esferas de gelo o quanto antes! Não sei se poderei ficar evitando-as o tempo todo!” ── Pensei.

ㅤㅤㅤGae Bolga comunicou-se comigo. Perguntou se disparando contra elas, não acabaria com o efeito das mesmas? É algo a se cogitar. Papai uma vez disse que projétil poderia anular outros projéteis, dependendo da intensidade de como eles foram lançados em combate. É uma alternativa interessante, mas não creio que meus espinhos e ferrões serão suficiente para anular o efeito delas.

ㅤㅤㅤEu saltei para atacar a Luna com minha Violet Grudge. Naquele ponto, o Pinion Dash já haveria se aproximado o suficiente da Luna para poder executar um ataque de salto. Foi onde chamei a gata robô para me ajudar. Ela atacou vários monitores, mas todos foram interceptados por essas várias bonecas espalhadas pelo campo. O meu golpe não surtiu o efeito desejado. Luna conseguiu tomar distância e restou somente o meu aterrissar para voltar a postura de combate.

ㅤㅤㅤ── Droga!

ㅤㅤㅤA gata, alguns metros atrás de mim, ficou com seus olhos piscando em amarelo. Naquele momento, ela deveria estar analisando todas as bonecas e  toda a estrutura do campo de batalha.

ㅤㅤㅤ── BEEP. AQUELA. COISA. GIGANTE. NO. TETO. É. UM. CADÁVER. DE. PROPRIEDADE. MÁGICA! ── Ela olhou para mim.

ㅤㅤㅤ── Eu pensei que fosse somente uma escultura de madeira! ── Olhei para cima por um breve instante. Então voltei para a Luna.

ㅤㅤㅤ── PROPOSTA: DESTRUIR. TODO. ESTE. LUGAR. MEOW!

ㅤㅤㅤSorri.

ㅤㅤㅤ── Esse é o motivo de estarmos aqui, Fortune! ── Eu fechei os punhos.

ㅤㅤㅤLuna estalou os dedos. A gata percebeu uma marionete descendo e sendo movida para um dos caixões. Os dados computados pelo seu scanner faziam com que os dados de altura e dimensões batessem com os da Painwheel. Logo, ela fez questão de me anunciar algo.

ㅤㅤㅤ── CUIDADO! ELA. ESTÁ. PLANEJANDO. ALGO!

ㅤㅤㅤ── Eu sei! ── Quando pensei em me mover para atacar ela, algo puxou as minhas pernas.

ㅤㅤㅤ── Mas... o que? ── Olhei ao chão horrorizada ao ver mãos fantasmagóricas segurando meus calcanhares. Não só isso. Elas arranhavam minhas pernas e tentavam me puxar para baixo.

ㅤㅤㅤ── Maldita! ── Olhei para Luna. Ah, como eu quero tanto arrancar aquele sorrisinho dela na base da porrada! Grrr!

ㅤㅤㅤBuer começou a girar. A imensa shuriken ninja assumiu suas propriedades de voo e esticou o cabo de osso para o alto, me ajudando a sair daquela emboscada criada no chão. Mas as mãos insistiam. Eles não me soltavam por nada. Pra compensar, eu acabei tomando um soco na cara de Luna, que aproximou-se mais uma vez sem pensar nas consequências de seus atos. Será que ela não se tocou que não era forte o bastante para me causar danos no mano a mano? O soco dela mal moveu o meu rosto para o lado. Eu sou uma unidade de combate berserker. E ela, pelo o que vi até o momento, não passava apenas de uma oponente com habilidades mágicas e sem nenhum preparo no combate próximo. Quando o punho dela colidiu com a minha face, foi como se eu sentisse um tapa de um bebê na minha bochecha. Nem perdi meu tempo.

ㅤㅤㅤ── Você não vai sair de perto de mim! ── Disse ao tentar agarrar o braço dela. E se eu tivesse sucesso, irei manter o braço dela bem firme com o meu direito enquanto o esquerdo, eu preparo para usar um dos meus supermoves de colisão. Este golpe tinha a finalidade de mandar qualquer inimigo meu para os cafundós de judas! Se estivéssemos em um combate de três versus três e pudesse alternar entre os lutadores no meio da brincadeira, o ataque teria essa finalidade de mandar a Luna para longe de mim e, se houvesse outro, esse outro entraria no lugar dela. COMO não é isso que estamos fazendo aqui, o ataque vai só mandar ela pra longe de mim, com força suficiente para fazê-la quicar em uma das paredes. Para ser mais sensato, eu mirei ela em outro dos caixões. Vai que tenho a sorte de descobrir a funcionalidade deles? O nome do supermove era Snapdragon.


ㅤㅤㅤ── VAZA DAQUI! ── Gritei durante o ataque. Meu sangue de Skullgirl não só moldou meu braço para ficar maior e um pouco mais musculoso do que já estava para o murro, acompanhado de um ferrão imenso que emergiria no espaço do dedo maior da mesma mão, tudo isso causasse um dano considerável e potente o bastante para que a oponente seja lançada para longe de mim.

ㅤㅤㅤEspero pelo sucesso desta investida. Com Luna afastada, eu poderei tentar segurar as mesmas mãos que estavam me segurando e usar da minha força sobre-humana para amputá-los. Sim. Eu vou tentar arrancar os braços dessas mãos fantasmagóricas para me soltar do piso e levantar voo.

ㅤㅤㅤ── ROBÔ! O QUE ESTÁ ESPERANDO PRA ME AJUDAR? ── Eu olhei por cima de meus ombros e fiquei espantada com o que vi.

ㅤㅤㅤAtrás de mim, Robô-Fortune estava se transformando em um CANHÃO DE RAIOS GIGANTESCO! É uma coisa de louco! Eu nunca pensei que ela possuía estrutura para tudo isso!


ㅤㅤㅤ── PAINY! I’M FIRING MY BAAAAAAAAAH!!!!! ── Foi a última coisa que eu ouvi antes de um clarão imenso tomar conta de todo o quarto de bonecas. O laser que ela disparou não só devastou uma boneca que tinha a minha altura, como também arruinou o caixão qual a mesma se dirigia. Robô não ficou só mirando para um lado e começou a atacar aquilo que ela disse ser um imenso cadáver preso no teto. Quando ela disse que seria para destruir todo o lugar, eu não pensei que a gata fosse usar tamanha artilharia.

ㅤㅤㅤTenho que tomar cuidado para não ficar no raio de alcance do poder dela. Aquele era o Catastrophe Cannon OMEGA, a terceira variação de sua super-ataque de nível 1.

avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ƤƛƖƝƜӇЄЄԼ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Maplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 32
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Round 4 Move 2

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Sex Ago 31, 2018 10:38 am



 Luna estava com muita raiva com aquelas estranhas invadindo o quarto de bonecas dela. Já haviam destruído algumas das bonecas. Luna estava se comportando como uma criança birrenta e mimada. Ela tentou jogar as Freezing Souls em Painwheel, mas falhou. A menina parecia que não tinha ossos no corpo! Como ela conseguia ser tão flexível? Facilmente e com destreza admirável até, Painwheel esquivou-se das almas, que estouraram uma na outra ao se chocarem, a explosão não teve nem o alcance para que chegasse às costas de Painwheel quanto mais naquela hélice que ela tinha pregada em suas costas. Novamente, Luna se castigava por ser tão fraca fisicamente. Ela normalmente deixaria com que seus bonecos fizessem o serviço e infelizmente, o Cavaleiro não estava com ela, pois se tivesse, o rumo dessa luta seria outro. Porque ela deixou que Aibell o levasse? Luna demorou tempo demais pensando nisso e só voltou à realidade quando foi agarrada pelo braço por Painwheel e se lançada para longe com o soco dela na direção de uma das Iron Maidens. Luna batia no chão e quicava para lado, batendo na parede ao lado da Iron Maiden aberta. O impacto na parede causava rachaduras e Luna caia no chão, sangrando.

Enquanto isso, a gata robô destruía as bonecas, incluindo a Dead Marionette com aquele canhão laser gigantesco. Zhuan, que havia se arrastado até perto da gata tinha uma idéia e puxava os “ombros” da gata para trás, fazendo com que o laser subisse e destruísse a face de madeira no teto. Ao fazer aquilo, o restante das bonecas começava a entrar em combustão e a sumir antes mesmo de tocar o piso. Zhuan dava um sorriso para Painwheel  naquele momento.

Luna levantava a cabeça a tempo de ver o canhão destruir o corpo do Mestre-das-bonecas. “Não...” ela pensava. Sem ele, ela não conseguiria invocar mais marionetes sem que ela própria os construísse. Ela esticava o braço enquanto Painwheel estava ocupada tentando se soltar das mãos fantasmagóricas que prendiam os seus pés. Dava para ver uma deformidade pulsar no braço esticado de Luna. Da palma da mão da garota era ejetada uma grande lança de osso na direção de Robô-fortune e Zhuan, na tentativa de empalar ambas. Caso não fosse detida, a Bone Spear iria causar bastante estrago com sua ponta de quatro fios dentada como uma serra. Após lançar aquilo, Luna se ergueria balançando um pouco. Luna então corria para Painwheel, e se jogava nela para tentar agarrar-lhe no ar ao pegar impulso em uma mesa quebrada. Se fosse para ser morta e voltasse para o livro, que fosse levando alguém junto com ela! Duas enormes almas surgiam no ambiente, uma em chamas e outra envolta com uma névoa congelante ao redor, ambas esféricas. Ao comando de Luna, as almas iriam de encontro a ela e Painwheel. Fire and Ice iriam se chocar e gerar uma grande explosão de chamas azuis que iriam causar bastante dano caso conseguissem atingir Painwheel na área de impacto.


Última edição por General 3YE W.D. Gaster em Sex Ago 31, 2018 10:39 am, editado 1 vez(es) (Razão : faltou um detalhe.)
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Árbitro
Árbitro

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 43
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum