2nd South
Este fórum contém material para adultos,
destinado a indivíduos maiores de 18 anos.

Se você não atingiu ainda 18 anos,
se este tipo de material ofende você,
ou se você está acessando a internet de algum país
ou local onde este tipo de material é proibido por
lei, NÃO PROSSIGA!!!

Os autores e patrocinadores deste fórum não se
responsabilizam pelas conseqüências da decisão do
visitante de ultrapassar este ponto.

*Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Ir em baixo

*Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Maio 29, 2018 3:53 pm

Mid Boss Battle


Painwheel X Luna

Local da Batalha: Puppet-Master's Room (Sala do Mestre dos Bonecos)



Descrição do local: Esta é a sala de um dos guardiões do castelo, o qual foi derrotado por luna, que absorveu a sua alma, transformando-se em lich. Este aposento foi redecorado com aparatos tecnológicos para criar animatrônicos. A iluminação é feita por lâmpadas avermelhadas espalhadas. O corpo sem cabeça de Robo-Fortune pode ser visto pendurado junto a outros manequins no que parece ser uma sala de teste isolada dentro do aposento.

Regra para o combate: Real Bout Rules ( 5 rounds + defensivo)/ Prólogo para Luna foi postado no enredo/ Luta sem julgamento

Ordem de iniciativa: Painwheel começa a luta!

Dangerous Battle! Good Luck!
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Juiz
Juiz

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 35
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ℘คïиωєєℓ 【✤】 em Qua Maio 30, 2018 7:20 pm



Mini-Prólogo e ROUND 1 - MOVE 1: COMEÇA A BATALHA! PAINWHEEL VS LUNA!

ㅤㅤㅤSe tudo isso fosse um grande tabuleiro de xadrez, eu diria que finalmente as peças começaram a se mover contra os reis e rainhas do lado oposto. No meio disso tudo, eu me sinto como um peão. Alguém que está sendo usado para que outro tivesse sucesso no meu papel. Escalada por este misterioso garoto mago chamado Nessiah, que revelou-nos dias atrás as origens do castelo e informações daqueles que o comandam, ainda sim é obscura as verdadeiras intenções dele.

ㅤㅤㅤQuando ele e Zhuan Yaling, a Jiang Shi, vieram atender o meu chamado, finalmente começamos a traçar um plano que pudesse nos levar aos aposentos dessa entidade chamada Luna, que até então eu acredito ser uma Skull Girl disfarçada. Achei melhor que a cabeça de Robo-Fortune ficasse para trás. Eu sei que ela queria tanto recuperar o restante de seu corpo, mas eu não posso arriscar coloca-la em risco sem antes ter recuperado aquilo que pudesse ajuda-la a fazer diferença em um combate.

ㅤㅤㅤChegamos na sala de marionetes e o que eu vi ali era estranho. Um salão repleto de luzes vermelhas e brilhantes. Havia uma sala cheia de apetrechos tecnológicos e alguns manequins espalhados para todos os cantos da sala. Em uma exibição havia o corpo todo da gata robô preso e pendurado ao lado de outras duas manequins. Ao que tudo indica, eles estavam estudando a composição da unidade de infiltração barulhenta do Laboratório Zero...

ㅤㅤㅤ── É melhor tomarmos cuida... ── Eu tentei alertar Zhuan mas foi tarde demais.

ㅤㅤㅤQuando atravessei a porta para o salão, algo que não sei descrever o que era nos trancou ali dentro ao mesmo tempo que Zhuan foi empalada na parede por uma espécie de lança de ossos, perfurando seu corpo pela barriga. A morta-viva se debatia na parede, seu corpo sangrava e sua boca também. Fui direto ao encontro dela.

ㅤㅤㅤ── Espere! Eu vou te tirar daí! ── Segurei a haste de ossos da lança e comecei a puxar na minha direção.

ㅤㅤㅤEu sei. O inimigo estava logo atrás de mim. Mas eu tenho aqueles que cuidam da minha retaguarda me protegendo. Buer Driver e Gae Bolga podiam agir por contra própria se algo me ameaçasse enquanto estou com as atenções voltadas para a situação de minha companheira. Eu havia dado a liberdade para eles responderem seus instintos enquanto estivermos aqui dentro no castelo, uma vez que eu não posso estar atenta a tantas mudanças que ocorrem aqui dentro, principalmente quando elas podem ser tanto ilusões quanto verdadeiras.

ㅤㅤㅤ── Zhuan, você está bem? ── A coloquei sentada e com o corpo apoiada na parede. Me ajoelho ao lado dela e faço pressão no ferimento na barriga.

ㅤㅤㅤ── Não se preocupe comigo. ── Ela agiu. Tirou minha mão de cima do ferimento e olhou para mim, com uma expressão ofegante. ── Eu já estou morta. Isso aqui não é nada! Eu vou ficar bem...

ㅤㅤㅤEntão, ela apontou para a outra pessoa que estava descendo de seus aposentos para vir me encarar.

ㅤㅤㅤ── É com ela que você tem que se preocupar...

ㅤㅤㅤAli estava Luna, com uma estranha aura azulada brilhando por toda a sua volta e acompanhada de dois esqueletos espectrais em sua volta. O olhar dela para mim era de total indiferença. Eu me levantei e fui em passos lentos até ela. Eu sinto o cheiro dela. Eu sinto minha aura ressonando com a dela.

ㅤㅤㅤ── O que é você? ── Eu perguntei.

ㅤㅤㅤEntão a resposta veio de Nessiah e não da pessoa para quem foi direcionada.

ㅤㅤㅤ── Uma Lich! Uma morta-viva que possui controle dos seus pós-mortem. Luna deve ter sido transformada nisso ao ter pego o poder do guardião da sala. O corpo dele está bem acima de nós. ── E tudo isso veio telepaticamente.

ㅤㅤㅤOlhei para o teto. Havia um grande crânio feito de várias madeiras diferentes. Não reparei direito nisso por muito tempo. Mas a minha oponente não parecia alguém muito disposta a conversar.

ㅤㅤㅤ── Fiquei sabendo que usou o Skull Heart para dar vida aos seus pais. Você sabe que isso é errado, não sabe? ── Eu estava olhando diretamente aos olhos dela. Mas talvez ela não percebesse isso por conta da minha máscara.

ㅤㅤㅤ── Se você não for pura de coração, o desejo só trará desgraça para aqueles que o fizerem e a dona do pedido será convertida numa criatura com o desejo voltado unicamente para a destruição. ── Eu olhei para a minha mão agora e minhas veias roxas brilhavam e saltavam por minha pele.

ㅤㅤㅤ── Eles disseram que você é uma Lich, uma espécie de morta-viva que tem controle dos mortos. Talvez eles nunca tenham visto uma Skullgirl antes... ou simplesmente resolveram mascarar você com outra definição, que por incrível que pareça bate exatamente com as capacidades de uma portadora do amaldiçoado SkullHeart. Você não me engana, Luna – Skullgirl. Não ao meu faro, não ao meu sangue amaldiçoado!

ㅤㅤㅤGae Bolga manifestou seus espinhos pelos meus ombros e joelhos. Buer Driver esticou seu cabo de ossos e girou suas lâminas usando os motores. Meus olhos brilharam em vermelho dessa vez, intenso e meu corpo começou a se transformar para uma versão de músculos mais definidos, aumentando minha adrenalina e minha raiva.

ㅤㅤㅤ── EU, A ANTI-SKULLGIRL PAINWHEEL... VOU MATAR VOCÊ!

ㅤㅤㅤEu estava pronta para a luta. E não estou pensando em me segurar contra ela. Infelizmente, eu não posso deixar que essa menina saia com vida daqui. Eu preciso dar a ela um descanso final e merecido e libertar tanto a alma dela quanto a de seus pais... e de todas as outras criaturas que estão presas nesse lugar.

ㅤㅤㅤ── PREPARE-SE! EU VOU TE ARREBENTAR! ── Eu saltei na direção de Luna. E Buer Driver esticou-se para outro lado, agarrando um dos monitores que havia nas extremidades do cenário. Em um momento eu estou fechando os meus punhos para desferir um potente murro contra a face da menina enquanto ao mesmo tempo minhas lâminas assumem a função de garras por meio de um comando mental e puxam da parede um daqueles televisores.

ㅤㅤㅤE no momento que estou prestes a golpear minha inimiga, meu corpo foi-se para o chão, simulando assim uma finta. Os espinhos nos joelhos que Gae Bolga projetou serviu como uma estaca para me prender ao piso e retardar meu golpe de perto, fazendo que então os cabos de ossos de Buer viessem como a cauda de um escorpião contornar e golpear com rapidez a inimiga por cima, tentando esmagar o televisor acima da cabeça dela.

ㅤㅤㅤSe desse certo ou não, desfaço os espinhos do joelho e junto a força sobre-humana minha para golpear o piso e causar um tremor violento por toda a área, querendo desestabilizar a postura ofensiva/defensiva de Luna, dando tempo para o cabo de ossos voltar ao seu tamanho normal, com o televisor já destruído e começar a girar suas lâminas para me possibilitar a capacidade de voo, o que eu usaria ao meu favor para maior locomoção e velocidade nos meus ataques.

ㅤㅤㅤAssim termina o meu combo marcial com essa investida básica contra Luna. Em um breve resumo de toda a ação, eu tento atingir a cabeça da minha inimiga simulando um ataque de finta onde meu cabo de ossos com minhas garras retratáveis arrancavam um elemento do cenário para atingir ela no instante que a finta ocorresse. A velocidade dessa investida seria o mais rápida possível, pois não estou afim de cometer erros. Os espinhos foram pensados de início para poder me dar essa vantagem de parar sem que pudesse ser golpeada por alguma ação ofensiva de Luna; o soco no chão seria uma forma de me dar alguma vantagem de locomoção a mais e o fim da investida seria com o uso da minha habilidade de voo para me tirar do chão e me deixar com uma postura ofensiva e defensiva totalmente aérea. Ou seja... dos dois ataques, eu cancelo qualquer possibilidade de continuação de investida começando a levitar.

ㅤㅤㅤ── Isso tem que acabar! Não há tempo a perder!


_________________


PAINWHEEL MOVELIST
avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ℘คïиωєєℓ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Mapplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 23
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Seg Jun 04, 2018 12:59 am

Round 1 Move 2

  Luna observava a garota a sua frente com um olhar presunçoso e cruel enquanto a mesma se apresentava. Luna havia uma postura estranha. Ela estava de braços cruzados quase que o tempo todo. Quando a garota Painwheel partiu para ataque, a mesma pareceu momentaneamente zombar dela, antes de ser acertada pela televisão, que se despedaça na cabeça dela, mas que impressionantemente, apenas balançou-se com o impacto, recuperando a postura antes que Carol pudesse “rearmar” a Buer. Logo em seguida, Luna salta para trás para sair do alcance do golpe terrestre da ASG (Anti-SkullGirl) Ao pousar, Luna já estava com os braços cruzados de novo. A voz de Luna parecia estar triplicada quando ela falou:

- Skullheart? Então era assim que se chamava aquilo...
- Começava Luna. – Eu o usei sim, e pedi a companhia de meus pais de novo... Meus pais voltaram, e eu fiquei muito feliz. O Skullheart começou a me mostrar coisas, como matar e como fazer se levantar de novo... Eu não me sentia diferente, mas sim poderosa... A primeira coisa que fiz foi costurar carne nos esqueletos de meus bichinhos de estimação mortos seguindo o que papai e mamãe falavam e os vi se levantar de novo e passei dias brincando com eles junto a papai e mamãe... E agora você está aqui, querendo acabar com a minha brincadeira!

 Agora Luna parecia irritada, pois ela fez surgir duas pequenas brancas esferas (Frost Soul, aqui invocada duas vezes) no ar próximas a Carol, como duas “luas” orbitando a garota. Era possível ver o ar condensando-se próximo a elas e dava para sentir o frio emanado delas. Luna Então corria na direção de Painwheel. De uma maneira ASSUSTADORAMENTE rápida. A garota tentava golpear Carol na face com as costas do punho direito, que estava fechado enquanto “armava” o seu braço esquerdo. Dava para ver que na palma esquerda de Luna a pele e músculos se abriam, deixando escapar sangue vermelho bastante viscoso. Da abertura, saía uma ponta de osso conforme Luna tentava acertar o abdômen de Carol com a mão aberta, como uma tapa vinda em linha reta, caso atingisse Carol, esta poderia ser imediatamente perfurada por uma Bone Arrow saída do orifício aberto na mão de Luna. A flecha de osso era catapultada para fora do braço diminuto de Luna, podendo fincar-se ou não, na barriga de Carol caso não fosse evitada.A força da garota parecia desproporcional em relação ao corpo pequeno de Luna (ela é quase dez centímetros mais baixa que Carol). A intenção de Luna era que, se acertasse esses golpes, poderia desequilibrar Painwheel para que acertasse uma das Frost Souls, assim fazendo a mesma explodir e ser lançada em direção a segunda Frost Soul, que também explodiria e faria com que a garota Painwheel fosse jogada para trás. O frio das esferas era tão intenso que Buer poderia se sentir um pouco dormente caso fosse atingido pelas explosões criogênicas das esferas. Ao final do seu combo, Luna arrumaria as extremidades de suas luvas ( agora a da esqueda estava rasgada na palma devido a saída da flecha de osso.

 O Mini-Nessiah estava observando o ferimento de Zhuan, tentando fazer algo a respeito enquanto também tentava prestar atenção na luta. Ele parecia um pouco nervoso enquanto analisava o estrado do ferimento da morta-viva. A Lança de osso havia criado um buraco que atravessava Zhuan. Por sorte, a coluna da morta-viva não foi atingida., logo ela poderia sair dali andando, mas no momento, muita da energia espiritual dela estava escapando junto ao sangue esmeralda, dificultando a recuperação do ferimento...
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Juiz
Juiz

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 35
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ℘คïиωєєℓ 【✤】 em Qua Jun 06, 2018 6:55 pm



ROUND 2 - MOVE 1: Cabeças vão rolar! Combos e gatos de foguete!

ㅤㅤㅤEu consegui esmagar o televisor na cabeça dela. Eu confesso que não esperava essa reação dela, mas então percebo que de nada surtiu efeito em Luna, apenas abalou a postura dela que logo voltou-se ao normal com o momento que tentei afetar a postura dela com um murro de força concentrada ao chão. Ela recuou para trás e pôs-se a falar. E falou como se várias outras vozes acompanhassem ela. Eu lembro. Eu me recordo muito bem.

ㅤㅤㅤ── Acha que tudo isso é uma brincadeira? Acha mesmo que seus pais, os seus bichinhos de estimação, estão contentes por terem voltado a vida? Você foi ENGANADA! Está sendo feita de IDIOTA! Você é mais uma ESCRAVA do SKULL HEART!

ㅤㅤㅤEu não acredito nas coisas que ouvi dela. Não posso levar a sério uma oponente que usou de um desejo egoísta como aquele. Entendo que não são todos que suportam a morte de um ente querido, principalmente se forem os pais de uma criança pequena... mas o Skull Heart não devolve nada de bom grado. Não. Essa coisa do mal, essa coisa demoníaca sempre tira o proveito de algo. Ele sempre deixa a sua marca de destruição a cada desejo que se torna real, sendo as meninas de coração puro ou não. Alguém vai morrer. Algo será destruído. Nada escapa o ciclo de morte e destruição que essa relíquia pode causar e a única salvação para quem está afetado por essa maldição é somente a destruição dela por completo! Mas não terei tempo de explicar isso para Luna, talvez, a melhor forma seja mostrando pelos atos dela o quão errada ela está e será de uma forma bem dolorosa se depender de mim.

ㅤㅤㅤ── Seus pais estão sofrendo! Engana-se se eles te dizem o contrário. Não está sabendo ouvir direito! Não está sabendo reconhecer o que acontece à sua volta! É tão egoísta quando o dono desse castelo por pensar somente no seu umbigo!

ㅤㅤㅤEla preparou duas esferas misteriosas e posicionou-as acima de mim, cada uma de um lado do meu ombro. Posso sentir o frio que elas produzem, logo assumindo que seriam ataques que congelantes que retardariam os meus sentidos e movimentos. Buer Driver e Gae Bolga estavam cientes. Eu mantive meu olhar focado nela até o momento que ela se moveu tão rápido quanto uma bala disparada por um revolver. Eu pude ver que ela queria me golpear de frente. Um erro estupido! Ela pagará por isso!

ㅤㅤㅤ── Você se recusa a ouvir minha voz, não é mesmo? ── Mudei a trajetória do ataque dela, fazendo-a golpear o meu ombro direito no exato momento que emanei a eletricidade púrpura por todo o meu corpo, onde o dano dela não só foi consumido pelo choque como também passado de volta a ela como uma forma de três espinhos negros que emergiu deste mesmo ombro e atravessou a mão dela. Este era o meu Enmity Nail. O sucesso dessa investida faria com que ela ficasse presa momentaneamente a mim.

ㅤㅤㅤEu sabia que ela não tinha a real intenção de me atacar com esse golpe. Mas quis deixa-la sentir-se um pouco no comando das coisas. E antes que ela pudesse realmente mostrar sua verdadeira cartada com aquele buraco suspeito que surgiu na palma de sua outra mão, eu desferirei um gancho de esquerda potente o suficiente para arremessa-la para o alto. Revulsion Shank! Esse gancho fará com que vários espinhos negros emergissem do meu braço até minha mão, do cotovelo braço, antebraço, mão, em sua totalidade, seis deles. Além de perfurar e cortar, o meu golpe é um lançador e ao meu ver este seria um contra-ataque eficiente para a investida de Luna.

ㅤㅤㅤ── Você é apenas uma criança tola com poderes de um monstro! Você não é mais humana e sim uma aberração! ── Como sou uma lutadora de domínio aéreo, não perderei a oportunidade que será implantada aqui com o sucesso do meu gancho. Eu saltaria para o alto e desencadearia um combo aero enquanto Buer gira as lâminas do seu motor para me manter suspensa no ar por tempo suficiente. E nessa corrente de ataques, eu repetiria duas ações bastante dolorosas mas que serviam de ataques bastante efetivos no ar. O Skewer seguido de Prod.

ㅤㅤㅤO Skewer, durante o salto, é um golpe onde eu dobro os joelhos no ar e impulsiono meus ombros para trás, emergindo assim um total de quatro agulhas negras, finíssimas o bastante para criar pequenos pontos de perfuração dolorosos sobre o corpo do adversário. Sendo dois deles, um cada joelho e outros dois, um em cada ombro.

ㅤㅤㅤO Prod era um movimento semelhante e veio a ser executado depois que as quatro agulhas retrocederam para dentro do meu corpo. Eu segurei minhas pernas na região acima dos meus calcanhares, onde eu uso um grilhão sem correntes e puxei-a para o lado contrário da dobra do joelho... em poucas palavras, eu dobrei minhas pernas para o outro lado e fiz uma rachadura emergir na minha pele com sangue escorrendo para todos os lados e dessa mesma rachadura, dois espinhos, um em cada perna, cresceram e perfurariam a garota que ainda estaria sob o efeito do meu combo marcial.

ㅤㅤㅤE por último, seria o golpe de colisão, o golpe que me permitiria lançar Luna para o chão causando um breve nocaute pesado, e que se tudo desse certo, ela levaria um tempo de recuperação maior por causa dos danos. Esse é o Bludgeon! Um chute voador que se assemelha a um losango aberto invertido, usando meu tornozelo como ponto de colisão, criando um espinho negro sobre ele que não só perfuraria, mas lançaria ela contra o chão para uma colisão violenta. Vale lembrar que toda essa investida foi possível graças a Buer que me manteve flutuando com suas lâminas rotacionais, igual uma hélice de helicóptero.

ㅤㅤㅤSe meu combo marcial fosse 100% bem-sucedido, eu aterrissarei próximo ao local onde ela caiu, ainda tendo de contar com aquelas duas esferas que ele posicionou lá atrás (antes, minha posição inicial) para tomar cuidado.

ㅤㅤㅤ── Devia ter aprendido desde cedo que suas ações geram consequências e que não pode e não deve mudar o rumo das coisas, principalmente o ciclo da vida! Se mostrasse um comportamento amadurecido, talvez eu até pensasse em poupar sua vida... Mas não... infelizmente, a única forma que eu vejo de te salvar é destruindo você!

ㅤㅤㅤEu estava irritada demais com essa história! Eu não gosto de matar ninguém, sempre que passa essa ideia pela minha cabeça, eu penso logo em todas as pessoas que gostam de mim e se importam comigo. Penso nas coisas que a Yuriko me disse em um dos nossos treinamentos. Mas nem todas as escolhas boas são as mais sensatas a se fazer. Eu conheço o poder do Skull Heart, eu conheço muito bem como ele atua dentro da cabeça das pessoas que são tomadas pelo seu vil e obscuro poder. A melhor salvação para elas era a destruição delas... só assim o corpo e alma serão purificados novamente para que elas possam enfim descansarem em paz.


ㅤㅤㅤLonge dali, no quarto de Painwheel, a cabeça da gata robô começava a computar os dados da luta que acontecia no salão de bonecas. O corpo dela ainda estava operacional e analisando os dados mesmo sem ter a cabeça ali presente.

ㅤㅤㅤ── Beep! ── Robô-Fortune não se conformava em ter sido deixada para trás. Eu sei que ela havia concordado em me ajudar e que seriamos uma espécie de “Dupla Dinâmica”, mas eu preferi que ela não se intrometesse nessa luta. Bem... eu estava enganada ao pensar isso dela, principalmente dela.

ㅤㅤㅤ── Preciso chegar até o local da luta! Boop! ── Robô tinha uma curiosa função abaixo do seu pescoço. Ela podia criar um mini foguetinho e sair voando com a cabeça. E ela foi direto para o tubo de ventilação dos quartos, fazendo a mesma trajetória que fez no dia que caiu em cima da minha cama durante a madrugada.

ㅤㅤㅤRobô se lembra de ter passado por vários quartos até chegar no meu. Ela com certeza de ter visto e ouvido coisas de outros participantes, informações que ela deveria ter guardado para ela mesma ou descartado de alguma forma. Não sei. Mas que essa luta estava prestes a ter uma nova desafiante, isso era certeza.

ㅤㅤㅤ── I’ll be back! Meow!


_________________


PAINWHEEL MOVELIST
avatar
ᘛℭаяoℓ, ᵗʰᵉ ℘คïиωєєℓ 【✤】
Visitante
Visitante

Aniversário : 23/10/2002
Lugar de Origem : Mapplecrest - Nova Meridian
Mensagens : 23
Data de inscrição : 28/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Jun 19, 2018 8:21 pm

Round 2 Move 2

- Acha que tudo isso é uma brincadeira? Acha mesmo que seus pais, os seus bichinhos de estimação, estão contentes por terem voltado a vida? Você foi ENGANADA! Está sendo feita de IDIOTA! Você é mais uma ESCRAVA do SKULL HEART!

 As palavras de Carol pareciam vazias para Luna. Mesmo que possivelmente fosse verdade, a titereia não iria ceder tão fácil. O Skull Heart cedeu o desejo dela de ver os pais dela e brincar novamente. Porém, na verdade, o Skull Heart realmente concedeu o desejo puro da garota, mas em troca, tirou a única coisa que protegeu Luna de se transformar em Skull Girl : a sua inocência. A inocência de Luna ao realizar o desejo era tão grande que saciou a “troca equivalente” do artefato. Os pais de Luna voltaram a acompanhar a filha, mas como a natureza do “coração esquelético” era essencialmente maligna, o desejo fora realizado com uma pitada de maldade ( como ocorre no filme O Mestre dos Desejos). Os pais de Luna voltaram, sussurrando palavras e técnicas necromânticas para a filha, que cresceu ao ponto de “congelar” o processo de envelhecimento, para permanecer como adolescente, e outros rituais póstumos. No final, o Skull Heart não conseguiu criar uma Skullgirl, mas criou uma necromante como resultado...

 Luna ainda olhava para Carol de maneira arrogante e ainda assim indiferente para a garota. Enquanto Luna atacava, a sua mão ficava presa no espinho principal que brotava do ombro de Painwheel, com o mesmo saindo quase trinta centímetros pelo outro lado e raspando a roupagem do braço de Luna, que em nenhum momento, demonstrou sentir dor ou incômodo. Da ferida, sangue negro levemente efervescente borbulhava para fora. O espinho gerado por Gae Bouga ficava fragilizado pela acidez. Ao que Luna notava a garota tentar ataca-la com o outro braço, Luna golpearia com o seu braço livre com um golpe para desviar o gancho de Carol, acertando a lateral do braço para fazer o mesmo ir para o lado “abrindo o braço”. Naquele momento a necromante apertaria o punho, quebrando o espinho de Gae Bolga e girando para trás, contra-atacando com um chute durante o salto mortal para trás, visando atingir Painwheel abaixo do queixo. Tal impacto seria tão forte caso acertasse, que poderia fazer a máscara da garota ser “rompida” do rosto dela, voando para longe. Luna era mais forte que o esperado. Por estar morta, ela não sentiria dor, ficando em oposto a jovem que ali estaria enfrentando.

 Naquele momento, daria para ver o brilho fantasmagórico no olhar de Luna. Ela não poderia ser uma Skullgirl como Marie, mas era palpável que ela era tão forte fisicamente quanto. Luna ergueria a mão ferida, enquanto uma aura fantasmagórica começava a fechar o ferimento em sua mão.

- Carol, a única maneira de derrota-la é achando a jóia em que o coração dela se transformou ao se tornar...!– Começava a gritar Nessiah, mas era interrompido por uma Bone Arrow disparada por Luna.

- Nunca gostei de tagarelas...- Dizia Luna, com uma voz mais...fantasmagórica.

 O clone do pequeno mago se desmancha em uma pequena nuvem elétrica, que queimava pequenos pedaços do papel em que o feitiço da miniatura se firmava. Zuang tossia um pouco com o sangue ainda escorrendo do ferimento que a lança de osso que a atingira antes. O brilho no olhar dela era fraco e ela fechava o punho esquerdo, enquanto o direito pressionava onde a lança lhe havia perfurado.  A morta-viva tentava se levantar, mas algo ainda a mantinha presa no lugar.

... Enquanto isso, no Laboratório Zero, uma das amostras de fragmento do corpo da ultima skullgirl começava a se debater dentro do recipiente de contenção, rebatendo-se enquanto tentava se libertar...
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Juiz
Juiz

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 35
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Errata

Mensagem  General 3YE W.D. Gaster em Ter Jun 19, 2018 8:29 pm

OBS: Depois de ter visto uma grande mancada, as regras do combate são as Classic Rules, não as Real-Bout. Perdão pela inconvêniência.
avatar
General 3YE W.D. Gaster
Juiz
Juiz

Aniversário : 20 de dezembro
Lugar de Origem : Vênus
Mensagens : 35
Data de inscrição : 29/11/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: *Memory Circus Tournament* Mid-Boss Battle : Painwhell vs Luna

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum