2nd South
Este fórum contém material para adultos,
destinado a indivíduos maiores de 18 anos.

Se você não atingiu ainda 18 anos,
se este tipo de material ofende você,
ou se você está acessando a internet de algum país
ou local onde este tipo de material é proibido por
lei, NÃO PROSSIGA!!!

Os autores e patrocinadores deste fórum não se
responsabilizam pelas conseqüências da decisão do
visitante de ultrapassar este ponto.

☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Thε Mαdnεss Ω Λlιсє em Qui Maio 31, 2018 7:25 pm





ㅤㅤEncerrou-se a troca de presentes. Música alta. Pessoas na pista de dança, se divertindo, conversas paralelas, divertidas, fofocas, intrigas. Amigos se reunindo para beber, estranhos se aproximando, lutadores interagindo um com os outros em total harmonia, deixando de lado suas diferenças e celebrando juntos mais uma passagem de ano. Mas dessa vez, eu estou sozinha. Meu irmão mais velho estava por perto, mas não sinto vontade nenhuma de me aproximar dele. Carol havia me dito que ia dar uma volta e depois não a vi mais. Deve ter ido dançar, ou encontrou alguém para conversar e socializar-se um pouco. Não sei com quem posso conversar, nem de quem devo me aproximar e isso me levou a querer testar o meu drone para filmagens e fotografias.

ㅤㅤNão demorou muito para eu abrir a caixa dele e procurar pelo livro de instruções. Comecei a ler ali mesmo, ignorando toda a barulheira do palco, das conversas altas à minha volta... por incrível que pareça eu consigo anular qualquer uma dessas coisas incômodas e ficar focada somente naquilo que é do meu interesse. E aos poucos, eu fui montando e mexendo no meu presente de amigo oculto, dado a mim pela minha irmã mais velha, Yuriko.

ㅤㅤ── As baterias que veio nele irão durar poucas horas. Preciso dar uma recarga de quase um dia inteiro. Mas acho que não fará mal colocar essa belezinha para dar seu primeiro voo.

ㅤㅤEu comecei a instalar as baterias do drone e depois comecei a ler as instruções de como controlar ele. Era quase igual um carrinho de controle remoto, a diferença é que eu precisaria tomar cuidado com a altitude dele. Seria vergonhoso estraçalhar meu brinquedo novo batendo ele no teto do Oldline ou enfiando a hélice dele na cara de algum convidado.

ㅤㅤDrone ligado. Hélices começam a girar. Eu faço ele dar a primeira voltinha pelas mesas onde não tem ninguém até pegar o jeito de controla-lo. E então, quando finalmente dominei um pouco o manuseio dele, eu o botei numa altitude suficiente para passar por cima das cabeças e mãos das pessoas sem que elas se esbarrassem nele. E eu fiz a minha primeira filmagem de longa distância com aquilo, do meu pai se apresentando no Old Line enquanto cantava o Never Lose My Way. É divertido poder ver o que a câmera do drone capta pela mini tela que tem no controle dele.

ㅤㅤ── Yuriko... você se superou dessa vez! ── Falei comigo mesma. Eu tentei procurar por ela para mostrar que já havia aprendido a controlar o drone, mas ela não estava mais por perto. Será que ela foi embora?

ㅤㅤTrouxe ele de volta para a minha mesa e o segurei com as minhas mãos. O drone de cor preta da marca MAVICPRO era um dos mais caros e recomendados para viajantes. Acho que ela pensou direitinho em mim quando resolveu compra-lo. Ele era novo em folha, então deve ter valido uma boa grana para a minha irmã. Espero que isso não acabe afetando as economias dela.

ㅤㅤ── Acho que está na hora de fazer você voar mais longe! ── Eu deixei as minhas coisas ali ao lado da Chizuru-san e o livro da Carol também. Olhei para uma cadeira vazia e disse: ── Cheshire! Se alguém tentar mexer nas nossas coisas, pode morder! Eu deixo!

ㅤㅤE então, pego meu drone e saio. Só ouço uma risadinha do meu gato imaginário enquanto eu vou para o lado de fora do Oldline, onde ficam os estacionamentos. Passo por aquela multidão de pessoas com muita facilidade, acho que nem perceberam. Botei o drone no chão e comecei a fazê-lo voar, passando por cima dos carros, dos postes, praticamente cobrindo todo o quarteirão em volta do Old Line. Olhei para cima e se não fosse pelas luzinhas amarelas que ele tem, eu talvez não perceberia ele na imensidão escura do céu da noite.


ㅤㅤ── Eu posso ver tudo aqui de cima. Posso ir ainda mais longe... ── Acho que nesse primeiro momento, ninguém sentirá a minha falta. Então, eu fui despreocupada explorar o meu novo equipamento de trabalho até faltar uma porcentagem mínima de bateria para trazê-lo de volta a mim e guarda-lo. São tantas imagens registradas em nesse pequeno espaço de tempo. Será que eu poderia mapear uma boa parte da cidade só usando isso? Há vários benefícios em ter um drone desses em mãos. As possibilidades são tantas que eu fico pensando se até em alguma ‘missão’ do papai eu veria a possibilidade de usar ele.

ㅤㅤSão coisas assim que me fazem esquecer dos meus problemas. Que me fazem sentir o quão bom é estar viva. É tão bom saber que eu posso me divertir comigo mesma, sem precisar estar na companhia daqueles que eu precisei criar para deixar de me sentir sozinha.

ㅤㅤ── É hora de voltar para a caixa, senhor Mavic. ── Resgatei o Drone no estacionamento do Old Line e comecei a ‘guardar’ as hélices dele. A bateria estava quase morrendo. Foi divertido enquanto durou. Agora era só esperar pela hora de ir embora. Mas até quando vai durar essa festa de fim de ano? O show do papai não parecia tão longe do fim.

avatar
Thε Mαdnεss Ω Λlιсє
Visitante
Visitante

Aniversário : 13/07/2002
Lugar de Origem : Inglaterra, Oxford
Mensagens : 31
Data de inscrição : 30/11/2017

https://myalbum.com/album/pJJ1Zp0qAul8

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Sarah em Sab Jun 02, 2018 1:18 am

Chizuru estava fazendo um ótimo trabalho. Era o que eu acabava de perceber ao ver Amy e seu namorado. Viver com Iori era uma maldição, pois cada mulher que estivesse com ele carregaria o fardo de ter que aturar a aproximação das suas ex. Eu não queria atrapalhar a vida de ninguém mais. Iori deveria aprender que não vivemos mais na Idade Média, não é toda transa que se deve ejacular numa vagina.
Enquanto o Coronel fazia vergonha, o Tenente se mantinha sóbrio. Eu tinha uma grande estima por aqueles dois, por mais que o Coronel fosse um pé no saco diversas vezes. Aqueles dois homens faziam um papel muito importante na minha vida.
Eu havia colocado um vestido para comparecer aquela festa, além de scarpins pretos e alguns adereços como brincos e pulseiras. Havia uma pessoa que eu deveria estar com as anteninhas ligadas. Não podia perder de vista, tampouco deixar que descobrisse que fosse meu alvo.
Claudine, a mulher que fez da minha vida um inferno. Toda aquela confusão entre minha vida particular com Iori e os Ikari Warriors foi obra daquela vaca desgraçada. Ainda lembro, há pouco tempo atrás, quando recebi a visita do Tenente me entregando um dossiê e ali pude ver toda a investigação do grupo ao qual pertenço em cima daquela vaca desorientada. Não pude evitar um longo pedido de desculpas ao meu “pai” Heidern, por tudo o que havia jogado em sua cara.
Ela era perigosa, escorregadia, e por isso não podia marcar bobeira. Uma mulher que apareceu naquela casa de shows acabou se tornando um ponto de distração para alguns dos agentes presentes, mas o Tenente se manteve rígido. Cheguei a brincar com ele, passando por perto e apertando aquela bunda de concreto.
Eu: “You lose…”
Clark: “Soldado! Onde estão Iori e o alvo?” Ele perguntou saindo pela tangente daquela situação incômoda.
Passei os olhos rapidamente ao redor e percebi que Iori estava conversando com a filha Yuriko. Keith Wayne e o alvo estavam por perto. Apontei para o Tenente para que ele pudesse estar ciente. O clima de tensão parecia cada vez pior. Tive que ir ao banheiro verificar minha Desert Eagle, levantando o vestido e retirando-a da minha cinta-liga, obtendo a certeza que ela estava carregada.
Eu: “Tudo certo!”
Quando voltei, vi que o Tenente olhava para aquela mulher nova na região, que pra mim não havia nada de misteriosa. Parece que as pessoas que frequentam essa cidade não pode ver gente nova que logo já acha ser uma ameaça ou um mistério. Ninguém é obrigado a ser um livro aberto. Toquei no ombro do Tenente e o empurrei na direção da mulher. Mal deu tempo de eu me virar para observar o que o Coronel e meus olhares cruzaram com os de Leona, que fazia um sutil aceno para que eu fosse no encalço de Yuriko – minutos antes ela havia saído com Keith.
Fiz um aceno positivo com a cabeça e lá fui eu atrás de Yuriko. Grandes ordens de Leona. Fui à sacada da casa de show, olhei de um lado a outro, desci as escadas, fui até a esquina e nada. Nem sinal de fumaça daqueles dois. Não me restava muito a não ser voltar lá pra dentro.
Eu: “Aff! Que bosta!”
avatar
Sarah
Visitante
Visitante

Aniversário : 12 de Outubro
Lugar de Origem : Desconhecido
Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/02/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Sєτsuŋα Yαgαмi em Dom Jun 03, 2018 2:19 pm

A FESTA CONTINUA...


...mas a Ikari continuava a agir atrás de pessoas que eu sequer conhecia ou pareciam suspeitas no primeiro momento e eu estava cagando pra isso naquela hora. Queria poder me distrair como os outros mas a coisa aqui é diferente. Comecei a sentir um sentimento incômodo naquele lugar e levantei pra ir dar uma mijada.

"O que tem acontecido por aqui? Será que já não sou mais aceito na galera? Que merda eu fiz para que eles não me queiram mais por perto?"

Milhões de perguntas se passavam na minha cabeça durante aquela mijada e depois de lavar as mãos e voltar pra cadeira, tentei uma aproximação dos demais, sem sucesso. O papo era de algo que eu não manjava, a galera do copo estava perto e longe ao mesmo tempo tal como minha própria familia, que eu não sabia mais quem era "familia" ou quem eram "conhecidos." Eu olhava para o meu copo cheio de cerveja, lembrava do tempo que eu disputava vira-vira (inútilmente as vezes. Eu sempre apagava primeiro) com a galera do copo mas as coisas mudam, não é? Não é assim que a vida segue? Ninguém continua sendo o mesmo pra sempre.

Leona me deixou em paz mas a "paz" que eu pensava que teria era perturbada pelos meus pensamentos, pela "impressão" de que eu não era bem vindo. Bem, então eu levantei da cadeira, fui até Lilith e Yue e disse para irmos embora. Lilith perguntou o por quê de ir embora tão cedo e eu apenas disse que "já estava na hora." Os mais novos então recolheram suas coisas (Lilith estava jogando escondida o tal do Truco Paulista com Yue) e fomos para fora do local. Na saída até notei a agitação dos Ikaris, mas eu estava nem aí pra isso. Só queria minha casa.





Isso é tudo, pessoal!


avatar
Sєτsuŋα Yαgαмi
Visitante
Visitante

Aniversário : Um dia desses ae...
Lugar de Origem : Osaka, Japão
Mensagens : 17
Data de inscrição : 01/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Chizuru Yata em Qua Jun 06, 2018 8:49 am



Afazeres e descanso




ㅤㅤㅤComo uma grande empresária da corrida Tóquio arruma tempo para passar o natal sem contratempos e fora do país? Um mercado de trabalho difícil para qualquer mulher se adentrar e com inúmeros pré-conceitos quando se está dentro dele, qualquer deslize faria com que Chizuru perdesse seu cargo e tudo que havia conquistado até então para sua empresa. Os “lobos” japoneses sempre a cercavam, a mulher vivia em salas de reuniões debatendo e rebatendo cada argumento que lhe jogavam.
ㅤㅤㅤAgora estava tendo problemas maiores com traições e informações vazavam dos computadores de seus próprios funcionários para empresas concorrentes, foi com esse espirito que ela estava ali sentada no Old Line presenciando e participando daquela festa de natal.
ㅤㅤㅤTodos ali pareciam não ter preocupações como as delas, mas cada um era paranoico dentro de sua mente com suas próprias especulações, foi que ela percebeu com a movimentação do grupo da Ikari, Heiden continuava um velho fissurado com traições e ataques até mesmo naquela época.
ㅤㅤㅤA sacerdotisa move a cabeça desaprovando aquele comportamento, mas preferiu não se ater aquilo, voltou sua atenção para as filhas de Iori que estavam totalmente despreocupadas e aproveitando a festa. Candy era a que mais parecia nem aí para nada, principalmente quando estava em cima do palco.  A mulher sorriu e olhou para a cara amarrada do namorado ao perceber que a calcinha era o que mais aparecia quando a menina se movimentava sem preocupação alguma que sua bunda estava ou não de fora. Chizuru deixou um riso escapar, era divertido ver a irritação dele e cochichou.
ㅤㅤㅤ- Nem tudo pode ser controlado, ainda mais quando você larga a filha sozinha num país como se ela fosse dona do próprio nariz, não é mesmo? – sim o comentário era para alfineta-lo. Talvez com isso ele pudesse aprender algo ou não, gente cabeça dura era complicada de lidar.
ㅤㅤㅤE a japonesa conhecia bem homens teimosos e com viseiras, vivia cercada deles afinal. O show foi acontecendo, a brincadeira havia acabado e todos estavam preocupados em beber e comer aproveitando a festa. A mulher brasileira parecia a mais empolgada ao se aproxima de parte do grupo e chamar para todos se reunirem em uma única grande mesa. Chizuru sorriu e reservou um lugar perto das meninas menores de Iori. Ela estava somente observando e bebendo um pouco de vinho. Ela sentia grande falta de algum petisco com pimenta por ali, tudo que colocara na boca tinha um gosto ocidental demais para ela.
ㅤㅤㅤEla passou as mãos nos cabelos tirando a tiara e deixando os fios soltos, estava com a cabeça doendo e irritada que seu celular estava vibrando em sua bolsa desde o instante que pisara fora do hotel. Provavelmente era algum problema que estava acontecendo na empresa e provavelmente era algo simples de resolver que ninguém lá conseguia pensar numa solução, tudo tinham que complicar.
ㅤㅤㅤ- Inferno. – ela murmurou e virou com um único gole o resto de vinho que estava em sua taça e se levantou.
ㅤㅤㅤA mulher caminhou para o lado de fora da casa de shows e no percurso retirou o celular da bolsa e começou a verificar as ligações. Quando ela retornou para a mesa o filho mais velho de Iori estava indo embora, não entendeu bem o motivo, mas também não foi aborrecê-lo. O Yagami tinha que conversar com o garoto, mas teimosia é característica masculina como já foi falado aqui, talvez Chizuru falando a verdade bem clara para ele conseguiria fazer o ruivo ir de uma vez falar com o filho.
ㅤㅤㅤEla voltou a sentar-se após pegar uma nova taça com vinho, ela já estava ficando um pouco avermelhada, já que o álcool começava a fazer efeito em seu organismo, mas faltava muito para a mulher ficar bêbada.






_________________
avatar
Chizuru Yata
Visitante
Visitante

Aniversário : 26/06/1974
Lugar de Origem : Tóquio, Japão.
Mensagens : 33
Data de inscrição : 13/08/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Ƨяα.Bogard♔ĿıſıthƧkɣαmıko em Qua Jun 06, 2018 8:58 pm



ㅤㅤㅤㅤE mais uma vez fico falando sozinha, a cunhada de Terry simplesmente não me responde. Depois tenho que alfineta-lo com isso, o sermão que ele fez antes de viajarmos foi desnecessário e talvez hoje ele entenda quem é que não vai com a cara de quem. Eu ainda segurando minha vontade de ir fazer xixi para falar com a garota. Hunf.
ㅤㅤㅤㅤMas a tentativa de ir ao banheiro foi atrasada novamente, Candy Cane, o motivo disso. Olho para o palco onde estava o pai dela e faço uma nota mental de falar um pouco na orelha dele nesse modo dele criar seus filhos, ele já não gosta de mim mesmo, nada há perder.
ㅤㅤㅤㅤ- Não sei ainda, não quero saber antes também, vou esperar nascer. – respondo para ela passando a mão na barriga.
ㅤㅤㅤㅤAperto as pernas uma na outra da forma que dar, vou acabar mijando na roupa se não levantar e ir no banheiro agora. A expressão de Andy chama minha atenção, reviro os olhos ao notar a garota com a bunda para cima e virada para ele. Mas antes que eu falasse qualquer coisa Terry a ajeitou numa cadeira e mudou de lugar com ela deixando-a do meu lado. O encaro por alguns segundos por causa disso.
ㅤㅤㅤㅤ- Olha Candy, preciso muito ir ao banheiro já retorno, está bem? – falo já me levantando da cadeira.
ㅤㅤㅤㅤUm pensamento idiota passa por minha cabeça quando começo ir ao banheiro, momento que estou puxando o vestido que ficou preso na minha bunda. Como ser sensual com uma barriga dessas? Bom, meus peitos estão enormes, o decote do vestido é considerável. Meus olhos estão voltados para baixo, coloco as mãos neles empurrando-os de baixo para cima. Aí, doloridos. Acabo fazendo uma careta e passo as mãos nos cabelos os jogando para trás para espantar os fios para trás. Ao contrario dos vários cabelos rebeldes e teimosos que vemos, o meu fica onde eu coloco. Passo de leve os dedos pela minha franja e entro no banheiro.
ㅤㅤㅤㅤ- Aaaahh. – suspiro ao começar a fazer xixi.
ㅤㅤㅤㅤÉ um grande alivio poder usar o banheiro quando se está muito apertada, parece que bebi galões de água. Termino, puxo um pedaço de papel e me seco. Jogo-o na lixeira e me levanto já puxando a calcinha. Saio do privativo e vou para o espelho, enquanto lavo as mãos reparo na maquiagem simples que fiz antes de sair de casa, meu batom já havia quase desaparecido dos meus lábios. Coço o topo da cabeça ao perceber que havia deixado a bolsa na mesa e saio do banheiro insatisfeita com a falta de cor nos meus lábios.
ㅤㅤㅤㅤParo no meio do caminho para admirar a cena, as mesas todas juntas, boa parte das pessoas conversando, bebendo, sorrindo, comendo e gesticulando. Ainda dou falta de uma figura por ali, isso me entristece por que tenho certeza que ele também notou. Suspiro e continuo meu caminho até meu lugar a mesa.
ㅤㅤㅤㅤQuando percebo a cadeira vaga era a que antes estava Candy, ao lado do loiro e é ali mesmo que me sento, pego na cadeira ao lado minha bolsa de volta. Consigo achar um batão e um pequeno espelho ali.
ㅤㅤㅤㅤ- Pode segurar pra mim? – pergunto ao Terry interrompendo o papo dele.
ㅤㅤㅤㅤAquele olhar dele parece confuso, sorrio e ainda aguardo ele segurar o pequeno espelho para mim. Caso ele faça isso eu passo o batom em meus lábios o encarando mais que o próprio espelho que pedi para ele segurar.
ㅤㅤㅤㅤ- Obrigada. – agradeço ao terminar jogando um selinho para ele.
ㅤㅤㅤㅤPego o espelho de volta e coloco na bolsa junto do batom e relaxo curtindo o papo das pessoas. Era interessante e impressionante o quão eles podiam ser receptivos quando queriam.



_________________
avatar
Ƨяα.Bogard♔ĿıſıthƧkɣαmıko
Administradores
Administradores

Aniversário : 30 de Outubro.
Lugar de Origem : Moscou, Rússia
Mensagens : 201
Data de inscrição : 10/08/2017

https://myalbum.com/album/R7bmZc1yVZWF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  不知火 舞 em Sex Jun 08, 2018 8:57 pm


Ela se chamava Lilith. A Kunoichi logo ficou sabendo o nome da esposa de seu cunhado. Apesar da energia sinistra que ela emanava, se mostrou uma ótima pessoa, bem tranquila e educada. Se esperava apenas que ela não tivesse a mesma sorte das outras mulheres de Terry.
Andy e o irmão começaram a conversar quando Lilith falou sobre a ausência de Rock. Mai fez uma expressão de interrogação, observando realmente que Rock não estava por ali, mas quando foi responder a ruiva, viu que uma outra figura começou a fazer um estardalhaço maior do que ela própria fazia normalmente. Era a garota que tinha acabado de sair do palco. Mai não sabia o que falar de tamanha audácia daquela menina de bunda de fora. Até que ela pensou que não era lá tanta coisa assim, já que ela própria vivia de bunda de fora também. Mas a insistência da garota em se meter no meio dos casais tirou Mai totalmente do fio da conversa.
— Que Buda nos segure!
As mesas se juntaram após a brincadeira terminar e Mai viu bastante gente reunida. Estava parecendo o Pao Pao em épocas antigas. A Kunoichi ficou feliz com aquilo, ver tanta gente nova e vibrante, mas percebeu que havia pessoas ali que não estavam tão confortáveis. Os atritos que apareceram durante todo o tempo fez Mai pensar o que as pessoas pensavam que eram para levar intranquilidade a um ambiente daqueles. Ela coçou o queixo com um dedo e voltou a atenção a Lilith, mas nesse momento ela já tinha ido para o banheiro.
Algumas pessoas foram embora, mas a maioria continuava ali e a Shiranui estava gostando da música que rolava no ambiente. Se debruçou sobre o ombro de Andy e ficou prestando atenção à conversa que rolava com os demais, até ver o quão bonita era a namorada de Duck King. Jamais imaginaria que ele fosse arrumar uma namorada tão bonita assim. A Shiranui cumprimentou a lutadora com um sorriso e um aceno, ela parecia gostar de farra tanto quanto a kunoichi, já que teve a ideia de juntar as mesas.
Quando Lilith voltou, Mai fez questão de lhe dirigir a palavra.
— Mil perdões, Lilith! Fiquei distraída por causa daquela menina.
A japonesa pegou um copo de cerveja e deu um longo gole, voltando a ficar absorta ali.
avatar
不知火 舞
Visitante
Visitante

Aniversário : 1 de Janeiro
Lugar de Origem : Japão
Mensagens : 2
Data de inscrição : 21/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Rєbєccα◣Cαиdy Cαиє◥Yαgαмi em Ter Jun 12, 2018 10:55 am






Wait and Look




ㅤㅤㅤㅤCandy fez uma careta para o Lobo por ele ter mudado de lugar com ela, mas mesmo assim ficou atenta na ruiva gravida para poder esperar a resposta. O que ela ouviu a deixou amuada.
ㅤㅤㅤㅤ- Aaah! Queria saber. – ela fez bico. – Quem vão ser os padrinhos? – ela pergunta mais uma vez toda animada.
ㅤㅤㅤㅤContudo Lilith resolveu levantar para ir ao banheiro e estranhamente não fez uso do ritual feminino de chamar outra mulher para acompanha-la. A cantora já ia se prontificar para ir atrás dela quando viu seu irmão emburrado.
ㅤㅤㅤㅤ- Maninho! – ela foi à direção dele dando um pulo e esticando as mãos para cima.
ㅤㅤㅤㅤEsse movimento fez a saia dela se mover e ela parar em frente ao irmão mais novo.
ㅤㅤㅤㅤ- E aê! Alguma grana para emprestar pra sua maninha mais foda? – ela fala abraçando ele. Mas sua intensão era ir aos bolsos dele com as mãos para tentar achar a carteira do irmão.
ㅤㅤㅤㅤO que Candy notar era o humor diferente de Setsuna e também dos outros dois que estavam com ele. Ela ergueu só uma sobrancelha e cruzou os braços ainda em frente a eles.
ㅤㅤㅤㅤEla desviou o corpo para o lado para que eles pudessem passar e voltou sua atenção para o palco onde estava Iori Yagami, seu pai.
ㅤㅤㅤㅤ- Daddy. Daddy. – ela murmurou indo de volta para a mesa.
ㅤㅤㅤㅤUma pessoa chamou atenção dela quando ela se voltou para a mesa novamente, era o cara que antes estava de mascara e havia lhe presenteado com uma guitarra.
ㅤㅤㅤㅤ- Hey! Você é o que? – ela questionou e sentou-se mais perto dele para ficar encarando-o para ter uma resposta.
ㅤㅤㅤㅤFoi nesse momento que ele reparou a japonesa que estava ao lado de Andy lhe encarando, ela a encarou de volta e inclinou a cabeça de lado sem entender o porquê dela estar com a cara feia.
ㅤㅤㅤㅤ- Acho que a moça ali está com fome. - ela murmurou e aguardou o cara estranho lhe responder.


avatar
Rєbєccα◣Cαиdy Cαиє◥Yαgαмi
Visitante
Visitante

Aniversário : 27 de Outubro
Lugar de Origem : Toronto, Canadá
Mensagens : 17
Data de inscrição : 01/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Alice em Ter Jun 12, 2018 1:50 pm

Eu não conhecia muito bem aquela cidade, mas acabei sabendo que os maiores lutadores do mundo vivia andando por lá. Fazia tempo que eu não tinha notícias de Terry Bogard, por onde ele andava e o que estava fazendo, então pensei que talvez ele estivesse naquela cidade, fazendo lutas nas esquinas de Second Southtown.

Estava quase terminando o ano e as festividades de Natal se aproximavam. Quando cheguei na cidade, vi as ruas cheias de enfeites, pessoas passando com embrulhos e bolsas grandes e sorrisos nos rostos. Toda aquela fama de cidade violenta não parecia fazer sentido, pelo menos não naquele momento. Procurei por lutadores e toda parte, mas parecia que o espírito natalino havia tomado conta das pessoas e as coisas pareciam meio frias por ali.

Perguntando pelas ruas, fiquei sabendo que havia uma festa na casa de shows da cidade. Então não pensei duas vezes em ir dar uma olhadinha no que estava acontecendo. Live House “Old Line” era um lugar bonito, com pessoas bonitas em todas as partes. Entrei no lugar e vi que tinha algumas figuras renomadas lá, inclusive o próprio Terry. Tinha também pessoas que eu nunca vi ou ouvi o nome na minha vida, mas que eram bonitas e pareciam felizes naquele momento. Me aproximei do lugar onde estavam aquelas pessoas e perguntei:

– Será que posso fazer parte dessa festa?


Última edição por Ƨяα.Bogard♔ĿıſıthƧkɣαmıko em Dom Jun 17, 2018 7:43 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Alice
Visitante
Visitante

Aniversário : 16 de Junho
Lugar de Origem : South Town e Tóquio
Mensagens : 1
Data de inscrição : 30/05/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Duck King em Sex Jun 15, 2018 11:02 am


ㅤㅤㅤㅤ O Rei do Get Down ainda se achava inteiro naquela parada. Sua namorada, a brasileira gostosíssima Laura estava só de olho no negão, que cambaleava pra lá e pra cá o tempo inteiro. As carícias maliciosas que ela começou deixou o negão mais doidão ainda. Duck não parava de beber e quanto mais bebia, mais ritmado ficavam seus passos, até que a morena Matsuda decidiu que era melhor sentarem. O dançarino de South Town não hesitou e se acomodou ao lado da namorada.
ㅤㅤㅤㅤ Entretanto, como Duck King já havia bebido bastante, o ato de sentar acabou deixando-o mais pancado ainda. Ele erguia as mãos pedindo mais cerveja, mas falava algo completamente incompreensível. Logo olhava para Terry e Andy e não entendia nada do que os irmãos falavam, passava a cabeça em volta e só via borrão.
ㅤㅤㅤㅤ — Hooooly fuckin’ shiiiiit… Eu tô muito louco.
ㅤㅤㅤㅤ O negão tava apoiado com o antebraço sobre a mesa. Não demorou pra sua cabeça tombar sobre o antebraço, balançando lentamente para um lado e para o outro. O dançarino cismou de ter ouvido alguém oferecendo mais cerveja, então levantou repentinamente a cabeça, levantou um braço e começou a falar em tom de voz alto.
ㅤㅤㅤㅤ — EU… EU… TRAZ AQUI, ÓH! AQUI!
ㅤㅤㅤㅤ Depois apagou novamente, sua cabeça voltou a tombar contra o antebraço que estava apoiado e as palavras dos outros soavam ininteligíveis. Quem estivesse prestando atenção no negão, conseguiria escutar uma espécie de murmúrio dele, como se estivesse falando alguma coisa baixinho. Mas não era nada com nada, sílabas desarticuladas por ele estar completamente chapado. Não viu aqueles que foram embora e não percebeu quem havia chegado.



Última edição por Ɽµηηιηɡ☆Ⱳιɭδ☆Steel☆Wölf em Seg Jun 18, 2018 10:00 am, editado 1 vez(es) (Razão : Equívoco na correção de html)
avatar
Duck King
Visitante
Visitante

Lugar de Origem : Southtown, Florida-EUA
Mensagens : 16
Data de inscrição : 01/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Łauraணatsuda❝єlєтяicGiяl❞ em Dom Jun 17, 2018 9:07 pm



єlєтяic
Łaura ணatsuda
Giяl




ㅤㅤㅤㅤㅤA brasileira estava se sentindo em casa em meio a toda aquelas pessoas. Seu namorado tinha um grupo incrível de amigos e ela não poderia ter encontrado melhores. Ela estava empolgada com a festa e ao mesmo tempo resignada em saber que seu namorado não curtiria muito mais até aquele momento. Ele estava sonolento após todas aquelas bebidas.
ㅤㅤㅤㅤㅤ- Eu estou com uma grande vontade de deixar você aí debruçado na mesa e ir dançar até amanhecer, mas não tem graça fazer isso sem sua presença e mesmo inconsciente deve saber disso, não é? – ela resmunga ao pé da orelha de Duck que já estava debruçado sobre a mesa falando coisas sem sentido sozinho.
ㅤㅤㅤㅤㅤLaura segue o papo do pessoal e opta pela disputada de bebida que Mary havia proposto quando se juntou a eles à mesa. A morena tinha um modo diferente de beber, mesmo bebendo várias canecas de cerveja achava espaço para beber também vários copos de água, revezando entre um e outro, e diversas idas ao banheiro. Ela estava ainda não apresentava estar bêbada quando as pessoas começaram a dispersar da festa.
ㅤㅤㅤㅤㅤEla cogitou a hipótese de ir embora e deixar Duck ali, mas também era natal ela respirou fundo e o fez levantar. Foi um puxam brusco que o colocou meio em pé e meio debruçado sobre o ombro dela.
ㅤㅤㅤㅤㅤ- Trata de ficar bom até chegarmos em casa, não vai me deixar sem transar essa noite, está me ouvindo não é Duck King? – ela estava zangada, era o único momento que o chamava daquela forma.
ㅤㅤㅤㅤㅤNada veio do negro americano, somente um resmungo, parecia mais incomodo por estar sendo incomodado do seu cochilo que qualquer outro tipo de reação. A lutadora seguiu para fora, após despedir-se de quem ainda estava na festa, pegou um táxi e pediu para o motorista leva-la até Sound Beach, local em que ela morava com seu namorado.



єlєтяic
Łaura ணatsuda
Giяl







avatar
Łauraணatsuda❝єlєтяicGiяl❞
Juiz
Juiz

Aniversário : 30 de Julho
Lugar de Origem : São Paulo, Brasil
Mensagens : 27
Data de inscrição : 01/12/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☆ Natal 2017 ☆ Ocultos de Second

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum